Monumento Nacional

Monumento Nacional ou de Interesse Nacional é considerado quando representa um valor cultural com significado para o País. Esta designação é atribuída aos bens imóveis classificados como de interesse nacional, sejam eles monumentos, conjuntos ou locais.

  • Situado na parte histórica da cidade, o edifício da Câmara Municipal enquadra-se com um conjunto de outros monumentos históricos da cidade, para a qual a sua fachada principal está orientada.
  • É conhecido pelos dois nomes de Elevador de Santa Justa e de Elevador do Carmo por ter o início e o fim na Rua de Santa Justa e no Largo do Carmo, num desnível de 45 metros
  • Acredita-se que a Ermida de Nossa Senhora do Ameal foi a primeira Igreja Paroquial da região de Torres Vedras, com indefinição da data da sua fundação.
  • Situada a caminho do castelo, esta Ermida ou Capela começou a ser edificada em 1551, tendo sido concluída em 1573.
  • Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, um pequeno templo romano do séc. XIII. É dos raros monumentos dos Templários em terras do Algarve.
  • Foi edificada pelos Monges Cavaleiros da Ordem do Templo, possivelmente no século XIII, que participaram na reconquista da praça forte de Monsaraz.
  • A Capela de Santo Amaro, construída em 1549, tem uma forma cilíndrica rodeada por uma galilé também cilíndrica a rodear metade da capela.
  • A Capela ou Ermida de São Jerónimo, no Restelo, é uma capela simples do início do século XVI rodeada por um jardim.
  • Situada numa das ruas estreitas de Alfama, esta ermida foi no início dedicada ao Espírito Santo e depois a Nossa Senhora dos Remédios.
  • De momento a fonte é o elemento de destaque, todavia esta enquadrava-se num espaço que, desde o século XVI, completava o quadro dos antigos claustros do Mosteiro de Santa Cruz.
  • A Fonte das Bicas foi edificada em 1781 para fornecimento de água à população e é considerada um monumento à vila pelo uso dos mármores na sua construção e por incluir um lago onde, segundo a lenda,...
  • Situa-se na Calçada das Figueiras, ponto estratégico para a cidade medieval, uma vez que se encontrava no perímetro muralhado ligando com as zonas ribeirinhas.
  • Fonte do Pereiro, classificada como património nacional pelo IPAR
  • O projeto de fortificação iniciou-se com D. João III na construção de uma fortaleza na península de Peniche, mas só na segunda metade do séc. XVI é que teve início, sob a responsabilidade de D. Luís...
  • Classificado como Monumento Nacional desde 1910, a Fortaleza de Sagres, do séc. XV, está estrategicamente situada mesmo na ponta da terra que entra pelo mar.
  • Protegida por uma importante muralha em forma de estrela, ao longo dos séculos Almeida foi estratégica na defesa da fronteira e preserva as memórias desses tempos.
  • Tendo também o nome de Forte de Nossa Senhora da Consolação, esta fortaleza surgiu no âmbito de reforçar a defesa da enseada de Peniche cruzando fogo com a fortaleza da vila.
  • Forte de Ínsua é o resultado dos caprichos da natureza-Mãe com o engenho e arquitetura do ser humano, transformando uma pequena ilha rochosa num Forte, situada a quinhentos metros da praia de Moledo.
  • Está situada a sul do monte do Castelo, é um dos símbolos da vila. É datado entre 1640-56, durante as guerras da Restauração com a Espanha.
  • Este monumento de estrutura militar teve a sua fundação num convento franciscano, com o nome de Convento de Nossa Senhora do Rosário.