Monumento Nacional

Monumento Nacional ou de Interesse Nacional é considerado quando representa um valor cultural com significado para o País. Esta designação é atribuída aos bens imóveis classificados como de interesse nacional, sejam eles monumentos, conjuntos ou locais.

  • Crê-se que neste local existia algum sistema defensivo na época anterior à romana. Registos do século VIII referem a existência de uma fortificação.
  • Foi edificado pelo Rei D. Dinis e recebeu obras de beneficiação no reinado de D. Manuel I, e outras na época da Restauração.
  • As referências a este local datam do séc. XI, sendo referido como uma propriedade de grandes dimensões, eventualmente fortificada.
  • A primeira fortaleza era ainda islâmica, anterior à conquista da vila em 1166. Depois de mais de um século, D. Dinis mandou remodelar as muralhas e o castelo.
  • Este castelo, do século IX e ampliado nos séculos seguintes, apresenta uma planta irregular adaptada às carateristicas do terreno.
  • A sua origem é do séc. VIII, quando Silves era uma cidade próspera e opulenta. Durante os séc. XII e XIII sofreu vários cercos até à conquista por D. Sancho I.
  • O Castelo Medieval foi construído em 1228 por D. Sancho II que também concedeu o foral à vila. Está classificado como Monumento Nacional.
  • Pensa-se que a construção do castelo esteja compreendida entre os séculos XI e XII, partindo de que esta fortificação integrava os domínios do Condado Portucalense.
  • Pelas informações sobre a povoação, este castelo data do reinado D. Afonso III quando o cavaleiro régio Gil Martins e sua mulher D. Maria João passaram o foral em 1262.
  • Das várias alterações verificadas no recinto fortificado, a maior parte delas realizaram-se no alargamento do Convento de Cristo.
  • Sobre esta fortaleza pouco se sabe, unicamente que foi doada ao Mosteiro de Guimarães por D. Chamoa Rodrigues em 960.
  • Possivelmente a primeira ocupação do local onde se encontra o castelo é foi na era romana na Península Ibérica. O castelo, anteriormente pertença de particulares, passou para a coroa portuguesa com...
  • Nos finais do século XIII a cerca da vila foi finalizada, fazendo parte dela cinco torres, duas das quais flanqueando os portões, e a Torre de Menagem.
  • Por entre muralhas maciças o Castelo domina a vila, sendo o seu ex-libris do século XIII, mandado construir pelo Rei D. Afonso III.
  • O Castelo Medieval teve duas fases essenciais na sua história, a construção no séc. XII e inícios de XIII, e a reforma feita por D. Dinis no séc. XIV.
  • Está situado no mesmo monte da capela com o mesmo nome, com um cabeço pouco florestado, com alguns afloramentos ganíticos, numa altitude de 329 metros.
  • Situado a cerca de um quilómetro da aldeia com o mesmo nome, este povoado fortificado remonta ao Calcolítico Inicial, correspondendo entre 2700 e 2300 a.C.
  • Situado a cerca de cinco quilómetros de Torres Vedras, no lugar de Casal do Zambujal, o Castro de Zambujal, que remonta ao terceiro milénio a.C., é um dos mais emblemáticos povoados portugueses.
  • O Castro do Monte Padrão ou Monte Córdoba corresponde a um povoado fortificado edificado no séc. IX a.C. Foi ocupado por duas épocas diferentes, correspondendo à Antiguidade e à Idade Média.
  • A Cava de Viriato é uma fortaleza com 2000 metros de perímetro e que ocupa uma área de 8 hectares, construída em terra batida e rodeada por um fosso.