Estilo Rococó

  • Pensa-se que esta capela remonta ao século XIX e que possivelmente um dos autores terá sido Nicolau Nasoni. É de planta longitudinal, de nave única retangular com um altar-mor e sacristia.
  • A Capela de Nossa Senhora do Campo está ligada à lenda da aparição da imagem no séc. XV, sendo por isso edificada a capela em honra à Senhora, no início do séc. XVII.
  • Situada no centro da vila, a Capela de Nossa Senhora do Carmo é um edifício do séc.XVIII e que se incorpora na denominada Casa Grande ou da Casa dos Almeidas.
  • Esta capela foi edificada no ano de 1742. Apresenta uma forma octogonal, com aberturas de molduras simples e coroadas por pináculos de esfera.
  • Situada na rua que atravessa esta aldeia, esta capela foi construída no séc. XVIII, mais concretamente no ano 1759, sob um estilo barroco e rococó.
  • Antes de Santa Eufémia, este Templo religioso foi invocado ao Divino Espírito Santo, pertencente ao séc. XVIII em estilo Barroco.
  • Um verdadeiro ex-libris da localidade de Foz de Arouce, nome que é atribuído a esta imponente casa senhorial, rodeada de terras de cultivo e vinhas.
  • Casa pertencente a uma família oriunda da Baviera, também se destaca por uma planta longa, seguindo uma linha do neogótico. Sem uma certeza quanto à sua edificação, está próxima de 1840 com a sua...
  • Este edifício habitacional, situado na Avenida Central, é propriedade da Família com este nome, sendo a sua edificação do início da segunda metade do século XVIII.
  • Este Chafariz, cujo nome se deve à localização no Largo da Esperança, é uma construção barroca e rococó das mais monumentais de Lisboa.
  • Situado à entrada norte da Ribeira de Santarém, este monumental chafariz da segunda metade do séc. XVIII servia os viajantes que aqui passavam com destino ao norte.
  • A sua edificação foi possivelmente em 1560 ou 1565 quando D. Francisco de Melo, Senhor da Vila, mandou erguer o convento feminino de Carmelitas Descalças.
  • Datada do séc. XVII, foi construída na periferia da cidade e acabou por ser incluída na cerca militar após a restauração da Independência de Portugal.
  • Depois de duas deslocações de sítios, acabou por se situar no jardim público da marginal onde apresenta toda a sua magnitude e embelezamento.
  • Esta igreja teve o seu início numa capela que guardava a imagem desta invocação, recebendo por isso um aumento de peregrinações de crentes.
  • Esta Igreja foi construída após, em 1757, um padre e Cónego da Sé de São Paulo ali ter colocado uma estampa da Nossa Senhora da Lapa e provocando assim grande devoção.
  • Em finais do séc. XVI o bispo D. Afonso Castelo Branco mandou edificar a Igreja da Misericórdia sobre as ruínas da antiga ermida do Espírito Santo numa mistura do barroco e manuelino.
  • Foi considerada a primeira instituição da vila de Nisa, a Albergaria, fundada em 1218 pelo mestre templário D. Pedro Alvitis.
  • Igreja do século XVIII, é do estilo barroco da época Josefina. No seu interior salientam-se o retábulo em talha dourada da capela-mor e os painéis de azulejos de estilo barroco-rococó,...
  • Neste edifício da Misericórdia funcionou o antigo hospital e está anexada a capela do Espírito Santo. A igreja de características manuelinas, barrocas e rococós é constituída por uma nave, capela...

 

 

 


..