Rota do Românico

  • A Capela da Senhora da Piedade, antigamente uma ermida sob o nome de Virgem da Piedade, situa-se próximo da localidade de Quintã, freguesia de Baltar.
  • Igreja com arquitectura Românica. Tem frontal de altar hispano-árabe e altar mor de talha dourada e branca.
  • Castelo dos Mouros ou de Moreira, pertence à época Medieval, a sua construção remonta ao final do século X e início do século XI.
  • Esta capela foi erguida num local ermo no XV ou XVI, no românico de resistência, vendo-se no exterior os contrafortes dos ângulos da cabeceira, típico dessa época.
  • Com data de construção anterior a 1120, apresentando uma planta longitudinal composta por uma só nave e uma capela-mor retangular.
  • A Igreja de Nossa Senhora da Natividade, de pequenas dimensões, foi construída possivelmente no século XIV, no românico tardio ou gótico rural.
  • Igreja muito simples, rematada com uma torre sineira, o pórtico principal é de arco quebrado, do séc. XII. O interior é também muito simples e aloja a sepultura de Álvaro Pessoa de Carvalho.
  • Esta igreja da época românica pode datar do final do séc. XIII ou início do século seguinte, tendo em conta os elementos do portal ou da cabeceira.
  • Foi edificada no séc. XIII como Igreja de Santa Maria por ali ter existido um pequeno complexo monástico feminino da Ordem de São Bento.
  • A fundação desta Igreja de Santa Maria de Meinedo data do final do séc. XIII, início do séc. XIV. De nave única retangular, é coberta por madeira de duas águas.
  • Pertencente à Rota do Românico nas Terras do Basto, a Igreja de Santa Maria de Veade é do final do séc. XII, início do séc. XIII.
  • Esta igreja, com origem no século XII, pertencia a um dos primeiros mosteiros femininos da ordem de São Bento a sul do Douro.
  • Não se sabe ao certo a data da sua construção. Sabe-se que a sua inscrição relata-se aos finais do românico, ou seja, no séc. XIII.
  • A Igreja de São Cristóvão de Nogueira, a igreja matriz da freguesia com o mesmo nome, está situada num miradouro com uma excelente vista sobre o Vale do Douro.
  • A Igreja de São Mamede de Vila Verde está situada num local elevado em frente a uma bela paisagem do vale de Vila Verde.
  • Também denominada de Igreja de São Miguel de Entre-os-Rios, tem as portas abertas desde o séc. XIII, pertencendo assim ao românico e à Rota do Românico do Vale de Sousa.
  • A Igreja de Abragão é referida num documento de 1105, na doação por Paio Peres Romeu da quarta parte da igreja de "Sancto Petro de Auregam" ao Mosteiro de Paço de Sousa.
  • A Igreja de São Pedro de Ferreira pertence ao Mosteiro com o mesmo nome. Datado do final do século XII, trata-se de um edifício notável de construção do românico de cariz rural.
  • A Igreja Paroquial de Valadares, dedicada a São Tiago, é uma construção do século XIII no período designado de românico de resistência ou gótico rural.
  • A Igreja de S. Vicente de Sousa situa-se no lugar de Sousa, sendo o adro circundado por um muro baixo a que se acede por uma pequena escada de 3 degraus.