Século XVIII

O Século XVIII foi o século da revolução industrial, das ideias iluministas e acontecimentos históricos em Portugal como o terramoto de 1755. Muitos monumentos ficaram destruídos naquele fatídico dia 1 de novembro, sendo depois muitos deles reconstruídos ou recuperados, agora segundo os métodos e estilos mais recentes. Sendo o final da Época Moderna e o início da Contemporânea, foram construídos monumentos mais modernos, mais atuais, muito diferentes dos clássicos.

  • Sob o Orago de São Paio, este templo religioso, edificado no ano de 1701, situa-se a poucos metros do cruzeiro, numa pequena elevação.
  • A Igreja de Nossa Senhora da Consolação está situada no largo e em frente da fortaleza, todos com o mesmo nome. Foi edificada no séc. XVIII perto do local de uma anterior ermida consagrada ao mesmo...
  • Situada no centro histórico de Amares, o templo católico dedicado a S. Salvador teve a sua edificação no ano de 1705.
  • Este pequeno e simples templo religioso tem como sua padroeira a Santa Catarina de Alexandria, pertencendo provavelmente aos finais do século XVIII.
  • A Igreja Matriz de Avô é um templo do séc. XVIII, embora possa ter sido construído sobre outro do séc. XVI que já se encontrava bastante arruinado.
  • A Igreja Matriz de Belazaima do Chão, dedicada a São Pedro e construída no século XVIII, substituiu a anterior igreja no mesmo local da época medieval, de que ainda restam alguns vestígios.
  • Situada na parte baixa da aldeia, a história da Igreja Matriz da Benfeita, edificada nos finais do séc. XVIII, limita-se ao facto de substituir a atual Capela de Nossa Senhora da Assunção.
  • A Igreja Matriz de Bornes, dedicada a Santa Marta, é de arquitetura renascentista e barroca em que se destaca o altar-mor em talha dourada e um retábulo de estilo barroco nacional.
  • A Igreja Matriz de Carvalhais teve a sua construção iniciada em 1718, conforme a data que se pode ver na parede da sacristia, sendo inaugurada em 1743.
  • A Igreja Matriz de Castelo de Penalva, dedicada a São Pedro, é uma construção dos século XII a XIII. No seu interior destaca-se os retábulos pintados pela Escola de Grão Vasco. O teto da...
  • Erguida no ano de 1732 sobre as ruínas de um antigo templo, o atual é dedicado a Nossa Senhora da Graça.
  • Dedicada a Nossa Senhora da Nazaré, é uma construção do século XVIII, com reparações diversas ao longo dos tempos. A entrada é antecedida por uma escadaria, havendo também uma grande escadaria para...
  • A Igreja Matriz de Espiunca ou de São Martinho foi edificada em 1794, mas cedo sofreu obras de restauração no ano de 1809. Em 1945 o então padre da paróquia construiu uma nova.
  • Este templo religioso dedicado a Nossa Senhora da Assunção está datado dos finais do século XVIII, edificado sobre um primitivo templo do século XVI.
  • Esta Igreja Matriz data do séc. XVIII, de características românicas, com a fachada barroca virada para um amplo adro.
  • Dedicada a São Brás, é uma igreja bastante simples, construída no século XVIII, com a fachada aberta pela porta principal encimada por uma janela retangular gradeada, com o tímpano ladeado por...
  • Posicionada num nível mais alto do que a estrada que atravessa a localidade, ali se encontra a Igreja Paroquial dedicada a São Miguel.
  • Esta igreja está datada do século XVIII, mas resulta de um início pagão. Transformando-se mais tarde numa igreja românica, sobreviveu até ao ano de 1755.
  • Dedicada a São Mateus, é uma igreja reedificada em 1779 no mesmo local onde estava um templo anterior. Durante as invasões francesas, no século XIX, esta igreja foi incendiada mas recuperada pouco...
  • A Igreja de Santa Eulália, Matriz de Gondoriz, remonta ao séc. XVIII e apresenta um desenho similar à Capela de Santa Maria da Madalena, na Falperra em Braga.