Imóvel de Interesse Público

Um bem considera-se de interesse público quando a proteção e valorização representa um valor cultural de importância nacional. Distingue-o da classificação de interesse nacional se esta última se mostra desproporcionada para o imóvel em questão.

  • Denominada Capela Nova ou Capela dos Clérigos, é um edifício de arquitectura barroca, cujas obras iniciaram em 1639.
  • Foi com Filipe II, em 1605, que foi autorizada a construção das Casas da Câmara e Audiências, tendo constantes obras entre 1715 e 1767.
  • Casa Malheiro Reimão ou Casa da Capela das Malheiras, são outras duas denominações pela qual é conhecida, com o seu maior relevo para a capela que está anexada à casa. É considerada como a mais...
  • A Casa da Torre, ou Palácio dos Távoras, é um edifício habitacional do século XVI que pertenceu aos Marqueses de Gouveia.
  • Situada no centro histórico da Lousã, a Casa de Baixo integra-se no âmbito das residências nobres da malha urbana da localidade.
  • Casa dos finais do séc. XVIII, como indicam alguns elementos artísticos presentes na fachada, como o brasão envolto por uma dinâmica moldura rocaile.
  • A Casa do Arco, do séc. XVII, está situada no largo fronteiriço à Igreja Matriz, servindo de residência da Família Magalhães Pinto.
  • Casa datada do séc. XIII, está situada na Praça Velha ou Praça do Camões. Crê-se que originalmente pudesse ser a Porta de Pelame, uma das portas da defesa da cidade.
  • Esta casa, que serviu os frades da Ordem de São Francisco, foi construída entre 1747 e 1752 sob o estilo barroco, com a assinatura do famoso arquitecto Nasoni.
  • Um monumental edifício situado na marginal da Figueira da Foz, que começou a ser edificado em 1690 e teve a sua finalização em 1704.
  • Situada na parte mais alta da vila, a Casa do Terreiro rodeia, com a Igreja Matriz e a do Espírito Santo, a beleza do Jardim dos Centenários.
  • De uma topologia habitacional muito comum nos séculos XVII e XVIII, a Casa das Gelosias, assim também denominada, é o único e raro edifício no género na cidade.
  • A Casa dos Gorjões, ou Casa da Família de Gorjão, é uma casa seiscentista de residência da família, vindo a ser remodelada nos séculos XIX e XX.
  • O edifício que serviu de residência da Família Maciéis Aranhas foi um dos poucos sobreviventes no desenvolvimento deste Campo da Vinha, atualmente denominado de Praça do Conde de Agrolongo.
  • Casa dos Paivas ou Casa da Roda, dos finais do século XV e princípios do XVI, situa-se nas traseiras da Sé Catedral, na rua de Nossa Senhora do Leite.
  • Este edifício, um pouco fora do normal para a época, foi mandado edificar por Sebastião Pitta Soares entre os anos de 1649 e 1682. Estando situado atualmente no centro da Vila, situava-se na altura...
  • Casa pertencente a uma família oriunda da Baviera, também se destaca por uma planta longa, seguindo uma linha do neogótico. Sem uma certeza quanto à sua edificação, está próxima de 1840 com a sua...
  • Uma casa do século XVIII pertencente a uma família abastada da cidade, com uma planta desenvolvida em comprimento, expressão relativa à arquitectura setecentista, com a capela adossada à casa.
  • A Casa e a Capela são o que resta da Quinta do Bom Sucesso, sendo estes dois elementos dos poucos exemplares de casas agrícolas da época subsistentes na cidade.
  • Este edifício, mandado edificar para servir de residência da Família, foi considerado na época como o mais significativo das construções extra-muros da cidade de Braga.