Imóvel de Interesse Público

Um bem considera-se de interesse público quando a proteção e valorização representa um valor cultural de importância nacional. Distingue-o da classificação de interesse nacional se esta última se mostra desproporcionada para o imóvel em questão.

  • Atualmente limitado à existência de uma torre e de uma janela manuelina, o Castelo de Vidigueira foi alvo de vários donatários.
  • Desconhece-se as verdadeiras origens do castelo, acreditando a maioria dos entendidos que teve origem num castro que mais tarde seria aproveitado pelo Império Romano.
  • O Castelo de Alcanede é mais um do grupo de defesa na linha de Santarém e Lisboa, na defesa e aumento do território. Provavelmente terá sido fundado no ano 150 a.C.
  • O castelo de Alcobaça foi conquistado por D. Afonso Henriques que terá ordenado obras de reparação, mas foi conquistado e destruído pelos mouros entre 1191 e 1195.
  • O castelo foi reconquistado aos muçulmanos em 1240, no reinado D. Sancho II. D. Dinis repovoou a vila e concedeu o foral.
  • Apesar do Castelo de Algoso se situar numa zona perdida a nível geográfico, este é considerado como uma das mais importantes fortalezas medievais do Leste Transmontano.
  • Sendo Aljezur de origem muçulmana, o Castelo de Aljezur foi fundado pelos árabes durante a sua ocupação no século X.
  • Mais conhecido como Castelo de Paderne, esta fortaleza era uma das muitas que os muçulmanos construíram para defesa das investidas dos cristãos.
  • Estando Avô a pertencer a uma zona de rede defensiva a sul do rio Alva da época islâmica na região, as primeiras referências ao castelo desta localidade só aparecem no séc. XII.
  • O Castelo de Barbacena remonta ao séc. XIII, do tempo de D. Afonso III. Posteriormente D. Manuel elevou a povoação a concelho, fazendo reconstruir o Castelo.
  • Este castelo é considerado um dos melhores exemplos de fortaleza medieval secundária, erguido na zona mais periférica dos Países da Península Ibérica.
  • O Castelo de Miranda começou a ser construído em 1287, terminando dez anos depois, com o propósito de uma arquitectura militar.
  • Do Castelo de Mirandela, o que resta é a porta de Santo António. A história deste remonta ao reinado de D. Dinis, nos finais do séc. XIII e princípios do séc. XIV.
  • O Castelo de Mós foi erigido sobre um Castro da Idade do Ferro sobre um cabeço, situado na parte norte da povoação. De uma planta ovalada e com material de xisto, não há a certeza quanto à data...
  • Edificado sobre uma elevação calcária, num castro pré-romano, o Castelo de Moura foi reconstruído em 1295 a mando de D. Dinis.
  • Mourão, vila estrategicamente bem situada, leva a que este castelo seja muito disputado até passar para a coroa portuguesa em definitivo no século XIII.
  • O Castelo de Ranhados situa-se num cabeço sobranceiro à povoação do mesmo nome, a cerca de 838 metros de altura, onde testemunhos  arqueológicos atestam ter existido um castro...
  • A sua fundação, no séc XVII, remonta ao domínio filipino, na extrema necessidade de proteger as costas da Península Ibérica dos ataques dos piratas e corsários.
  • Dando a continuação à ideia de seu pai D. Afonso III, D. Dinis criou as chamadas Vilas Novas, e a vila de Moncorvo passou a ser a principal sede administrativa e militar da zona em prejuízo de...
  • Após 1149, ano em que D. Afonso Henriques tomou esta povoação, este doou a povoação a D. Fuas Roupinho, um importante nobre, e este fez uma primeira construção ou reformulação da fortaleza. A que...