Estilo Barroco

O Estilo Barroco surgiu na Itália e desenvolveu-se desde o final do séc. XVI até meio do séc. XVIII. Sendo considerado o seguimento do renascentismo, mostra mais dinamismo, maior contraste, dramatismo, exuberância e realismo, procurando a vida espiritual e ao mesmo tempo mostrando a materialidade ostensiva.

  • Inaugurada em 1705, é das primeiras manifestações artísticas do barroco Joanino. Desconhece-se totalmente qualquer resenha histórica.
  • Esta igreja maneirista e barroca foi construída no séc. XII e reconstruída na sua totalidade no final do séc. XVII.
  • Esta igreja mostra vários estilos de construção e melhoramentos, tais como o maneirista, barroco e rococó.
  • Situada no centro histórico de Santarém, a Igreja de São Nicolau foi reconstruída no século XVII após o templo primitivo ter sido destruído por um incêndio.
  • Foi erguida em 1727 sobre uma capela destruída, propriedade da Misericórdia, sob o nome de São Martinho, para dar lugar à igreja atual.
  • Considerada uma das igrejas mais antigas de Vila Real, foi edificada em 1528, mandada pelo padre D. Pedro de Castro, abade de Mouçós.
  • Esta Igreja de São Pedro deveu-se à falta de instalações para as funções da Irmandade de São Pedro, uma vez que esta ordem se servia da Igreja da Misericórdia.
  • A Igreja de Abragão é referida num documento de 1105, na doação por Paio Peres Romeu da quarta parte da igreja de "Sancto Petro de Auregam" ao Mosteiro de Paço de Sousa.
  • Esta Igreja barroca dedicada a São Romão foi possivelmente construída no século XVIII.
  • A Igreja de São Roque foi edificada no final do século XVI, sendo a primeira igreja em Portugal e uma das mais antigas do mundo da Companhia de Jesus.
  • Sendo edificada em estilo barroco, é de planta longitudinal de uma só nave e capela-mor retangular.
  • A sua construção é do ano de 1426, a mando do Infante D. Henrique, e começou por ser uma capela, ampliada nos séculos XVII e XVIII, pelo aumento da população.
  • De construção do século XVII, foi sido inaugurada em 1652, dedicada ao mártir São Sebastião.
  • Esta Igreja foi palco de dois acontecimentos históricos, o secreto casamento de D. Pedro I e Dona Inês de Castro e a partida da oposição às Invasões Francesas.
  • Esta igreja está no local onde existiu um templo primitivo, do séc. XII, mandado construir por D. Afonso Henriques e dedicado a São Vicente.
  • A Igreja de S. Vicente de Sousa situa-se no lugar de Sousa, sendo o adro circundado por um muro baixo a que se acede por uma pequena escada de 3 degraus.
  • Situada na rua com o mesmo nome, a Igreja Paroquial de São Vitor, do século XVII, é uma verdadeira obra de arte bem concebida sob a arquitetura maneirista.
  • Esta Igreja do Carmo é considerada notável e constitui uma das mais importantes manifestações estéticas do património religioso e artístico da região algarvia.
  • A Igreja do Carmo é uma das muitas que atualmente se resume só ao templo religioso, mas pertenceu no início ao conjunto conventual dos Carmelitas.
  • A Igreja e Convento da Ordem Terceira de São Francisco está situada na parte norte da cidade, numa plataforma sobrelevada em relação à Av. 25 de Abril, a avenida que faz a ligação norte/sul.