Palácios


Este artigo mostra os palácios que pode encontrar em Lisboa e que estão aqui apresentados, mostrando a sua localização no mapa.

JavaScript must be enabled in order for you to use Google Maps.
However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser.
To view Google Maps, enable JavaScript by changing your browser options, and then try again.




  • Chafariz do Palácio Pombal (Misericórdia) - Um chafariz situado em frente do Palácio Pombal que foi construído segundo um projeto de Carlos Mardel em 1762 na atual Rua do Século.
  • Museu Nacional do Traje (Lumiar) - O Museu Nacional do Traje, instalado no Palácio Angeja-Palmela, mostra o traje português desde o século XVIII até à atualidade.
  • Palácio Angeja / Palmela (Lumiar) - Orientado para o Largo Júlio de Castilho, este palacete foi edificado sobre o antigo Paço de D. Afonso Sanches após o terramoto de 1755.
  • Palácio Baldaya (Benfica) - Donna Maria Joanna Baldaya viveu neste palácio, após o receber como presente de casamento em 1840, até morrer 19 anos depois.
  • Palácio da Independência (Santa Maria Maior) - O Palácio dos Condes de Almada, ou da Independência, situado junto do Largo do Rossio e do Largo e Igreja de S. Domingos, pertenceu à família Almada desde o séc. XV.
  • Palácio da Mitra (Marvila) - O Palácio da Mitra é do início do séc. XVII, sendo restaurado e ampliado em 1676 e de novo restaurado entre 1716 e 1754.
  • Palácio da Rosa (Santa Maria Maior)
  • Palácio das Necessidades (Estrela) - O Palácio das Necessidades, primeiro Convento de São Filipe de Néri ou de N. Sra. das Necessidades, foi iniciado no século XVIII, por voto de D. João V.
  • Palácio de Palhavã (Avenidas Novas) - Palácio das Sarzedas, é um edifício do século XVII mandado edificar por D. Luís da Silveira, segundo Conde de Sarzedas.
  • Palácio de S. Bento (Estrela) - O Palácio de São Bento é a sede do Parlamento de Portugal desde 1834, tendo sido construído no final do século XVI como Mosteiro de S. Bento da Saúde.
  • Palácio de Sant'Ana (Arroios) - Situado no centro de Lisboa, ao cimo da Calçada de Santana, este edifício do século XVIII é o exemplo puro da arquitetura neoclássica.
  • Palácio de Sotto Mayor (Arroios) - Situada na Av. Fontes Pereira de Melo desde 1906, está rodeado de um extenso jardim com anexos onde existiram as cocheiras e casa dos criados.
  • Palácio do Conde de Farrobo (São Domingos de Benfica) - O Palácio do Conde de Farrobo, ou Palácio das Laranjeiras, é uma construção do século XVII, restaurada e embelezada na primeira metade do século XIX.
  • Palácio do Marquês de Tancos (Santa Maria Maior)
  • Palácio dos Condes de Barbacena (São Vicente) - O Palácio dos Condes de Barbacena foi mandado construir no segundo quartel do séc. XVIII pelo 4º Visconde de Barbacena.
  • Palácio dos Condes de Vimioso (Lumiar) - Edifício de uma arquitetura civil maneirista, edificada para residência dos Condes de Vimioso no séc. XVII, foi remodelado em séculos posteriores.
  • Palácio dos Condes do Paço (Lumiar) - Situado ao lado do Palácio da Quinta de Pisani, este é mais um palacete residencial de campo, com a respetiva quinta, possivelmente dos sécs. XVIII a XIX.
  • Palácio dos Duques de Palmela (Lumiar) - Com várias denominações, faz, com o Palácio Monteiro-Mor e a Igreja de São Sebastião, o Largo de São Sebastião.
  • Palácio dos Marqueses de Abrantes (Estrela) - O Palácio do Marquês de Abrantes está num local onde existiu no século XII um convento da Ordem Militar de Santiago.
  • Palácio Foz (Santa Maria Maior) - O Palácio Foz, originalmente Palácio de Castelo Melhor e pertença desse marquês, foi construído no fim do século XVIII em estilo neoclássico.
  • Palácio Fronteira (São Domingos de Benfica)
  • Palácio Galvão Mexia (Alvalade) - Atualmente o Museu da Cidade, é um exemplar de palácio que serviu para residência, um dos melhores exemplos da arquitetura nos arredores de Lisboa.
  • Palácio Galveias (Avenidas Novas) - O Palácio das Galveias foi construído no século XVII destinado a casa de campo dos Marqueses de Távora. Em 1759 foi confiscado pelo Estado.
  • Palácio Lavradio (São Vicente) - O 1º Cardeal Patriarca de Lisboa adquiriu os terrenos onde hoje se situa este palácio, em 1745. Fez demolir a residência que ali se encontrava e no seu lugar construir o palácio.
  • Palácio Monteiro-Mor (Lumiar) - Este edifício é a casa-mãe de um complexo formado por outro palácio, anexos, jardins e terrenos anexos, totalizando uma área de onze hectares.
  • Palácio Nacional da Ajuda (Ajuda) - Teve a sua construção no final do século XVIII para substituir o anterior Paço Real, denominado de Real Barraca dada a sua construção de madeira.
  • Palácio Nacional de Belém (Belém) - O Palácio de Belém, atualmente a residência Oficial do Presidente da República, foi construído em 1559 por D. Manuel de Portugal.
  • Palácio Pombal (Misericórdia) - Também denominado de Palácio dos Carvalhos, o Palácio Pombal foi mandado edificar na 1ª metade do século XVII pelo avô do futuro Marquês de Pombal.




Lisboa (Concelho), , por: