Século I d.C.

Século I d.C., o século do nascimento de Jesus Cristo e do início da era cristã. Foi também o século do auge da civilização romana e das muitas construções que se podem encontrar em Portugal, tal como em muitos outros países europeus.

  • O Castelo foi fundado em 955 por iniciativa de São Rosendo. D. Afonso Henriques conquistou este Castelo aos Leonenses em 1140, mandando-o reparar cinco anos mais tarde.
  • Acrópole do séc. I e II, era um espaço público multifuncional, tipo pavilhões multiusos, sem construções, sendo por isso um local de reuniões comerciais, desportivas e políticas. Está considerado...
  • A atual Igreja de São Vicente é resultado de um templo visigótico ali existente datado de 618, segundo uma lápide funerária que se encontra guardada na sacristia.
  • Este marco, construído entre os anos 23 e 24 d.C., indica a décima segunda milha da via romana entre Lisboa e Braga.
  • Situadas na encosta sul da colina do Castelo de São Jorge, estas ruínas mostram o teatro romano construído no século I, no tempo do imperador romano Augusto.
  • Uma ponte em granito de quinze metros e meio de comprimento, de um só arco robusto de volta perfeita, assente em alicerces rochosos.
  • Ponte Romana de Chaves, também conhecida por ponte Trajano, atravessa o magnífico rio Tâmega unindo o centro da cidade e a outra margem.
  • Também conhecida como Ponte Velha de Quelfes, é uma ponte do século I d.C. com uma estrutura modesta, que permitia a passagem entre povoações rurais.
  • Esta estrutura, que está compreendida entre os sécs. I e II d.C., é formada por três arcos que sustentam um tabuleiro quase reto, e composto por guardas de pedra em todo o seu comprimento.
  • Sendo uma construção romana, dos sécs. I ou II, manteve até há poucos anos a sua utilização para passagem de automóveis para ligação de Alter do Chão a Chança e Ponte de Sôr.
  • Esta Ponte Romana do Arquinho é datada do séc. I d.C., e integraria a VIA XVII do Império Romano que ligava Bracara Augusta (Braga) a Astúrica Augusta (Astorga, em Espanha).
  • Neste local existem vestígios da civilização romana, do séc. I, com modificações nos sécs. II e IV. Ali encontramos termas, um jardim e um templo.
  • Situada quase acoplada a Igreja Matriz, e passando por sineira não o sendo, é simplesmente uma Torre Guerreira.
  • A Villa Romana de Parreitas situa-se na freguesia de Bárrio, concelho de Alcobaça, e é uma estação arqueológica que poderá ter a sua origem na Idade do Ferro e romanizada entre os séculos I...