O conjunto manuelino dos Coimbra, assim denominado à Casa e Capela, está situado no centro histórico, em que a casa se desenvolve para o largo de Santa Cruz e a Capela para o largo de São João de Souto.

Casa dos Coimbra

Casa Coimbra
Casa dos Coimbra
Igreja de São João do Souto, Casa e Capela dos Coimbra
Igreja S. João do
Souto, Casa e Capela
dos Coimbra

A denominação da Casa dos Coimbra ficou a partir do início do século XVI, mais concretamente desde 1505, quando este edifício foi adquirido por um doutor e provisor da Mitra de Braga, João Coimbra. Possivelmente as origens desta construção remontam aos finais do século XV, para servir de residência dos Arcebispos de Braga.

Em 1906 por motivos urbanísticos devido ao desenvolvimento da cidade, o edifício em que a fachada principal se localizava para a rua de São João foi demolido e transportado para o lado oposto, a atual localização, dando continuação à Capela e adossando-a à Casa. Contudo foram preservados todos os elementos manuelinos existentes no anterior edifício, como as janelas e portas.

Casa dos Coimbras - Estilo Manuelino
Casa dos Coimbras - Estilo Manuelino
Casa dos Coimbras - Estilo Manuelino
Casa dos Coimbras - Estilo Manuelino
Janelas e porta em estilo manuelino

Capela dos Coimbra

Capela Coimbra
Capela dos
Coimbra

Também conhecida como a Capela dos Coimbra, é dedicada a Nossa Senhora da Conceição. O templo religioso foi mandado erguer pelo mais recente proprietário da casa, Dr. João Coimbra, em 1525, dando-lhe um caráter de privado e por isso restringindo só à Família.

Sob um modelo de igreja-torre, apresenta uma planta quadrada na qual a fachada está dividida em dois registos distintos. O registo térreo, que corresponde ao portal, é antecedido por uma galilé, e o segundo registo mostra janelas maineladas e com esculturas em relevo na silharia da torre.

Classificação

O conjunto da casa e capela está classificado como Monumento Nacional.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 32.991' W 008 25.488'  (41.54985, -8.42480)

Referências

Temas / Tags

Braga, publicado em por