Origem

Castelo visto da vila
Castelo visto da Vila

A região de Sesimbra foi ocupada desde a pré-história, dada a proximidade do mar, a possibilidade da pesca e a existência de terrenos férteis.

Diversos achados arqueológicos mostram a presença de povos diversos na zona de Sesimbra, como os fenícios, os gregos e os romanos.

Foi depois ocupada pelos visigodos e pelos muçulmanos que ali terão construído uma primeira fortaleza.

O Castelo de Sesimbra tem assim origem no século IX, durante a ocupação muçulmana da Península.

Primeira Conquista e Perda

Castelo visto de oeste
Castelo visto de oeste

Conquistado em 1165 por D. Afonso Henriques, depois da conquista de Lisboa, foi 26 anos depois ocupado pelos almóadas.

A população local, ao saber da invasão pelo califa almóada Iacube Almançor, preferiu abandonar a povoação deixando-a livre para o povo invasor.

Conquista Definitiva

Em 1199 D. Sancho I reconquista definitivamente o castelo para o reino de Portugal, com auxílio dos cruzados do norte da Europa, os Francos. Foi também este rei que atribuiu o primeiro foral a Sesimbra, em 1201, que foi confirmado por D. Afonso II.

Ordem de Santiago

Vila vista do Castelo
Vila vista do Castelo

No reinado de D. Sancho II o castelo de Sesimbra e os domínios da povoação foram entregues a D. Paio Peres Correia, Grão-Mestre da Ordem de Santiago. Os membros da Ordem concedem privilégios aos pescadores, conseguindo assim fazer aumentar o povoamento.

O rei D. Dinis aumenta os privilégios, confirma de novo o foral e eleva a povoação à categoria de vila e a sede de Concelho, em 1323.

Expansão da Povoação

Interior do Castelo
Interior do Castelo

No início a vila de Sesimbra situa-se dentro das muralhas do castelo, que foi ampliado ao longo da Idade Média, dada a sua posição estratégica para defesa da costa marítima.

Com o aumento populacional e principalmente com o desenvolvimento da pesca e a construção naval, a partir do século XIV a população começa a fixar-se junto da costa na denominada Póvoa da Ribeira de Sesimbra, que ganha importância em relação à vila.

Abandonado progressivamente o castelo, este começou a sofrer uma degradação.

No século XVI D. Manuel I concede novo foral a Sesimbra, fazendo erguer a fortificação, denominada de Forte de São Valentim ou Forte da Marinha, junto da praia. Este forte estava artilhado dada a sua função de defesa da costa.

D. João III criou a nova freguesia da Ribeira, atualmente designada por freguesia de Santiago, que inclui a zona urbana da vila.

Abandono do Castelo

Interior e Torre de Menagem
Interior e Torre de Menagem

No século XVII o castelo teve grandes modificações devido à necessidade de se adaptar aos novos métodos de construção e de defesa, sendo então construídos os revelins triangulares.

Foi também nesta época que se ergueu o atual Forte de Santiago sobre as ruínas do anterior Forte de São Valentim, junto da praia.

O terramoto de 1755 causou grandes estragos no castelo, que continuou então a perder toda a sua anterior importância.

O Século XX

Dado o afastamento de Sesimbra e a dificuldade de acessos, só na segunda metade do século XX iniciou a sua expansão, devido ao turismo.

Apenas na década de 1930 o castelo começa a ser recuperado pela Direção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais.

Descrição

Castelo visto da Vila
Castelo visto da Vila
Alcáçova
Alcáçova
Placa da Alcáçova
Placa da
Alcáçova
Torre de Menagem
Torre de Menagem

A planta do castelo, situado a 240 metros de altitude, é irregular para se adaptar às condições do terreno, ocupando todo o topo do monte. É composto pela alcáçova a norte, com a torre de menagem e a torre de vigia. No extremo leste é protegido por outra torre de vigia.

Torre de Vigia a leste
Torre de Vigia a leste
Igreja de Santa Maria
Igreja de Santa Maria

Na muralha estão adossados dois baluartes a norte e outros dois a sul, do século XVII. É aberta por duas portas, a Porta do Sol a nordeste e a Porta de Azóia a noroeste.

No interior do castelo podemos ainda ver a Igreja de Santa Maria do Castelo, do século XII, as ruínas do que foi a Casa da Câmara e as cisternas.

O castelo proporciona uma esplêndida vista sobre a vila, sobre o mar e toda a região em redor.

Torre Leste
Torre Leste
História do Castelo
O Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo
História do Castelo

No interior da torre leste está uma exposição sobre Sesimbra e o castelo, a sua história e dos reis e figuras da realeza ao longo da história da vila.

Classificação

O Castelo de Sesimbra está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Localização

Situado no cimo do monte, acede-se ao castelo por um desvio da estrada de saída de Sesimbra para norte.

Coordenadas GPS: N 38 27.045' W 009 06.538'  (38.45075, -9.10897)

Referências

Temas / Tags

Sesimbra, publicado em por