Igreja ou Hospital da Misericórdia

A Santa Casa da Misericórdia em Portugal é uma instituição criada para dar apoio, tratamento e sustento a doentes, inválidos e recém nascidos abandonados. Foi fundada no séc. XVI pela rainha D. Leonor, viúva de D. João II. Com o apoio do Rei D. Manuel I, a Rainha instituiu uma Irmandade de Invocação a Nossa Senhora da Misericórdia. Encontra-se assim edifícios da instituição, sejam igrejas ou hospitais, por muitos centros urbanos por todo o país.

Dada a escassez de rendimentos e para dar continuidade à obra, a Rainha D. Maria I concedeu em 1783 à instituição a exploração de uma lotaria anual, que passou a ser uma das suas principais fontes de rendimento. Na atualidade existem diversas outras lotarias e jogos todos com a mesma finalidade.

  • Ficou com a administração do hospital da albergaria e da gafaria para dar assistência a peregrinos do Caminho de Santiago, dos pobres e doentes.
  • Situado perto da Porta Nova, o Hospital da Misericórdia data do séc. XVI, embora podendo ter existido no local uma antiga Gafaria.
  • Um dos edifícios localizados no Sítio, está situado atrás do Santuário da Nossa Senhora da Nazaré, pertencente a esta Confraria.
  • O Hospital da Misericórdia foi construído pela fundação da Santa Casa da Miseridórdia em Arruda, em 1574. Foi primeiro Hospital do Espírito Santo.
  • Esta Igreja é resultado da reconstrução após o terramoto de 1755. A sua planta é retangular, de nave e capela-mor únicas.
  • A Igreja da Misericórdia foi construída no séc. XVIII, sendo no século seguinte reconstruída devido ao seu desabamento.
  • Igreja de estilo manuelino, do início do século XVI, sofreu reformas nos séculos seguintes.
  • A sua construção é de 1686, data da inscrição no portal da Igreja. O seu interior com telas e azulejos seiscentistas, com destaque para o púlpito.
  • Em finais do séc. XVI o bispo D. Afonso Castelo Branco mandou edificar a Igreja da Misericórdia sobre as ruínas da antiga ermida do Espírito Santo numa mistura do barroco e manuelino.
  • Sendo anteriormente a Capela do Espírito Santo, foi aqui criada em 1498, pela Rainha D. Leonor, a Santa Casa da Misericórdia de Óbidos.
  • A Igreja da Misericórdia foi construída em 1555 junto dos antigos Paços do Concelho e do antigo hospital que tinha sido edificado em 1480 pela Infanta D. Beatriz.
  • Igreja datada entre 1541 e 1551, é o monumento com melhor expressão renascentista do Algarve, bem expresso na composição e decoração do pórtico principal.
  • A Igreja da Misericórdia é o ex-libis de Torres Novas, sendo arquitectónica e artisticamente o elemento mais rico da cidade.
  • Entre 1742-1792 foram os anos que demorou a construção. Tem a porta principal encimada por escudo Real e um altar-mor em estilo filipino.
  • Esta igreja é datada do século XVIII, mais concretamente do ano de 1749 segundo a inscrição da arquitrave do portal lateral.
  • Igreja da Misericórdia de Idanha-a-Velha, igreja do séc. XVII, de estilo maneirista. A sua planta é longitudinal, de uma só nave, com uma capela-mor, uma sacristia e um campanário adossados.
  • Um dos monumentos com mais destaque no centro histórico da vila, a Igreja da Misericórdia pertence ao século XVI (1559) sob o estilo renascentista com maior visibilidade no seu portal, sendo este o...
  • De fundação incerta, durante o séc. XVI, veio a sofrer profundas reformas no séc. XIX, após as Invasões Francesas em que ficou bastante destruída.
  • Esta igreja data do início do século XVII com planta retangular, capela-mor e altares laterais com decoração neoclássica da reforma do século XIX.
  • Situada originalmente na ermida de São Francisco, antiga sede paroquial da vila, foi reformada pela comunidade do Convento de Lóios entre 1581 e 1591.