Mosteiro de Santa Cruz
Situado no exterior das muralhas, o Mosteiro de Santa Cruz foi considerado como o mais importante edifício monástico nos primeiros tempos da Monarquia Portuguesa.
Convento de Santa Cruz
Convento de
Santa Cruz
Convento Sta Cruz - porta
Porta
Convento Sta Cruz - interior - altar-mor
Altar-mor
Convento Sta Cruz - interior - órgão de tubos
Orgão de
Tubos
Convento Sta Cruz - coro
Coro-alto

Com esta titularidade, o mosteiro viria a usufruir de benefícios papais e doações régias, com o que acumulou um património considerável, e ao mesmo tempo a sua posição no plano político e cultural do país.

Convento Sta Cruz - interior - azulejos
Azulejos
Convento Sta Cruz - interior - azulejos
Azulejos
Convento Sta Cruz - interior - azulejos
Azulejos
Convento Sta Cruz - interior - batistério
Batistério

Foi fundado pela Ordem dos Cónegos Regrantes de Santo Agostinho em 1131, com o apoio de D. Afonso Henriques e do seu filho D. Sancho I, sendo estes mais tarde sepultados no mosteiro. A construção só teve a sua finalização quase cem anos depois.

Do primitivo mosteiro românico já pouco resta, uma vez que nos séculos posteriores esta instituição monástica viria a sofrer campanhas reformadoras, das quais a principal e a que conferiu o aspeto atual se realizou na primeira metade do século XVI com D. Manuel, que assumiu a tutela do cenóbio.

Convento Sta Cruz - altar lateral
Altar lateral
Convento Sta Cruz - altar lateral
Altar lateral
Convento Sta Cruz - altar-mor
Altar-mor

O elemento mais notável da obra quinhentista, sendo construída em duas fases sucessivas, é espelhado no seu portal com os robustos torreões e contrafortes em quilha.

Os túmulos dos dois primeiros reis de Portugal foram transferidos para a capela-mor em 1530. O interior também alterado, com o abobadamento da nave e o coro-alto, em 1530 com a sua abóbada estrelada. O coro-alto tem um cadeiral manuelino, nota de referência. Também o púlpito renascentista merece destaque mitológico e iconográfico.

Em 2003 o Mosteiro de Santa Cruz, como o Mosteiro dos Jerónimos e o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, receberam o estatuto de Panteão Nacional, que já estava atribuído ao primeiro Panteão, da Igreja de Santa Engrácia.

Classificação

Também este mosteiro está desde 1910 considerado como Monumento Nacional.

Veja outros pontos de interesse
nesta localidade Coimbra
ou neste concelho Coimbra
Outras localidades deste concelho Coimbra

Localização

Coordenadas GPS: N 40 12.653' W 008 25.742'  (40.21088, -8.42903)

Temas / Tags

Coimbra, publicado em por