Igreja Matriz
Igreja Matriz - porta
Igreja Matriz - lateral
Igreja Matriz - lateral

A Igreja Paroquial de Azinhoso é considerada um dos templos medievais mais importantes de Trás-os-Montes, não obstante existirem dúvidas quanto à sua exacta edificação. Perante tal incerteza, uma das possibilidades indica o ano de 1196, por uma inscrição no campanário, e por estar ligada directamente a uma campanha da Ordem dos Templários, uma vez que esta detinha territórios nesta zona de Mogadouro e arredores. Entretanto esta ideia foi posta em causa pelo Abade de Baçal, referindo que a inscrição era apócrifa, enquanto Mário Barroca não encontrou qualquer vestígio sobre esta inscrição.

Entretanto surgiram duas outras inscrições a que, cronologicamente, este templo poderá pertencer, em que a primeira surgiu na esquina sudeste da capela-mor datando do século XIII, e a segunda apareceu na fachada principal, no lado sul do portal, em que esta foi datada do século XIV. Por isso, acredita-se que a igreja pertença ainda ao românico tardio.

Apresentando uma planta longitudinal, com nave rectangular e uma capela-mor quadrangular mais baixa e estreita, com a capela e alpendre do lado direito e também com a sacristia adossada no mesmo lado. A fachada principal em cantaria granítica apresenta-se em empena truncada com três sineiras e rasgada por portal em arco quebrado com dupla arquivolta, encimado por uma janela rectangular.

No interior a nave apresenta uma cobertura em madeira e um coro-alto também em madeira. Com um púlpito em granito com guardas de madeira, é o elemento destacado da Igreja. A capela-mor é recoberta por abóbada de canhão com um altar-mor em que o retábulo é datado do século XVII.

Este templo religioso pertencente ao românico, situado na região transmontana, está classificado como Imóvel de Interesse Público desde o ano de 1962.

Coordenadas GPS: N 41 23.049' W 006 41.079'  (41.38415, -6.68465)

Temas / Tags

Azinhoso, publicado em por