Castelo de Montalegre
Castelo de Montalegre
Castelo de Montalegre
 
Castelo de Montalegre

Sendo uma estrutura medieval tardia, o castelo insere-se na reorganização dos espaços fronteiriços a oeste e este de Chaves empreendida por D. Afonso III. Uma iniciativa que visou dotar a fronteira transmontana setentrional de uma efectiva ordem territorial e jurídica dependente da autoridade régia.

 
Castelo de Montalegre
Torre de Menagem
Castelo de Montalegre
Castelo
Castelo de Montalegre
Cisterna

Mesmo no final do século XIII D. Dinis veio autenticar, com uma nova carta de foral a Montalegre, para o povoamento, entregando o serviço ao Pedro Anes. Contudo, o castelo reflete as dificuldade desse povoamento pois o projecto inicial incluía três torres no perímetro muralhado oval.

A Torre Furada é a única de planta quadrangular e encontra-se encimada por ameias. As outras duas torres, a Pequena e a do Relógio, são de planta quadrangular e de menor altura que a anterior.

Com um pequeno pátio muralhado e com uma cisterna, o castelo conserva as características da fortaleza gótica, com a sua planta ovalada, os panos da muralha entrecortados por torres quadrangulares e retangulares e uma Torre de Menagem associada à cerca e não isolada no centro do pátio.

O castelo incluía ainda duas portas, de que resta apenas a do lado nascente. A entrada principal encontra-se do lado norte, protegida pela poderosa torre de menagem.

Classificação

O castelo está classificado como Monumento Nacional desde 1910.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 49.545' W 007 47.491'  (41.82575, -7.79152)

Temas / Tags

Montalegre, publicado em por