Palácio Monteiro-Mor
Palácio Monteiro-Mor
Palácio Monteiro-Mor

O Palácio Monteiro-Mor ou Palácio do Marquês de Angeja, edifício construído no século XVIII, é a casa-mãe de um complexo formado por outro palácio, anexos, jardins e terrenos anexos, totalizando uma área de onze hectares.

Descrição

Apresentando uma traça pombalina, desenvolve-se em dois pisos, sendo o primeiro para as dependências serviçais e o segundo as dependências principais.

De arquitetura residencial de veraneio, o palácio desenvolve-se retangularmente com a sua fachada principal orientada a nascente. Tem o acesso ao interior através de uma torre, formando um pequeno átrio.

A fachada sul, de três panos e de dois pisos delimitados por cunhais de pilatras. O pano central, com dois rasgos, com o do térreo em arco abatido encimado por uma outra janela em arco quebrado, é rematado por um frontão triangular. Nos panos laterais os rasgos térreos são formados em molduras de verga reta, sendo os superiores em arco abatido. Atualmente alberga o Museu Nacional de Teatro e Dança.

Classificação

Este palácio também pertence ao Paço do Lumiar, sendo por isso classificado como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 38 46.464' W 009 09.986'  (38.77440, -9.16643)

Temas / Tags

Lumiar, publicado em por