Castelo de Terena
Castelo de Terena, setembro de 2022
Pelas informações sobre a povoação, este castelo data do reinado D. Afonso III quando o cavaleiro régio Gil Martins e sua mulher D. Maria João lhe atribuíram o foral em 1262. Em 1514 dá-se a remodelação da Torre de Menagem com a transferência da entrada dessa torre, após a construção da Barbacã.

Origem

Castelo de Terena
Castelo de Terena
Castelo de Terena
Castelo de Terena

Pelas informações sobre a povoação, este castelo data do reinado D. Afonso III quando o cavaleiro régio Gil Martins e sua mulher D. Maria João lhe atribuíram o foral em 1262.

Castelo de Terena
Castelo de Terena

Com este foral a posição da Coroa Portuguesa na zona torna-se muito mais forte, principalmente com a defesa do alto Guadiana e de todas aquelas povoações que o circundam.

Século XVI

Neste interesse da Coroa, o rei de então mandou erigir o castelo, o que aconteceu durante o século XV, pois nos finais deste mesmo século o diploma de senhorio da Vila foi entregue ao Alcaide-mor Nuno Martins da Silveira. No início do século XVI a entrada foi propositadamente alterada para ser através da Torre de Menagem.

Entretanto Terena reforça com o segundo foral, atribuído por D.Manuel, e em 1514 dá-se a remodelação da Torre de Menagem com a transferência da entrada após a construção da Barbacã.

Castelo de Terena - Interior
Castelo de Terena - Interior
Castelo de Terena - Interior
Santa Maria Terena

Em 1652 deu-se o maior saque ao castelo pelas tropas castelhanas e, durante a Guerra da Restauração, sofreu trabalhos de fortificação, entre os quais a porta das sortidas viradas para Espanha, entre dois cubelos. Mais tarde foi afetado significativamente o recinto com o terramoto de 1755.

Descrição

De arquitetura militar senhorial do período manuelino e com intervenções seiscentistas, o castelo apresenta uma planta pentagonal, flanqueada por quatro torres semicirculares e três bastiões angulares. A Barbacã de planta retangular tem porta em arco de volta perfeita.

Classificação

O castelo está classificado com Monumento Nacional desde 1947.

Localização

Este ponto está situado na localidade Terena, na freguesia Terena (São Pedro).

Coordenadas GPS: N 38 37.276' W 007 24.432'  (38.62127, -7.40720)

Referências

,

Os 10 pontos de interesse mais próximos


Pelourinho de Terena

Pelourinho de Terena - Visitar Portugal

(Distância: 63 m SW)
Este Pelourinho é obra do século XVI, no tempo do reinado de D. João III, após receber foral de D. Manuel I em 1512. Símbolo do antigo poder municipal da vila, é constituído por fuste quadrangular com capitel de inspiração coríntia e remate de esfera.

Torre do Relógio

Torre do Relógio - Visitar Portugal

(Distância: 65 m SW)
A atual torre pertence à segunda metade do século XVIII. Foi construída destinada ao relógio mecânico que tocou durante séculos na vila de Terena, para substituir a Torre de Menagem do Castelo, e que foi danificada com o terramoto de 1755. Possui dois sinos antigos, sendo o maior destinado às horas.

Igreja da Misericórdia de Terena

Igreja da Misericórdia de Terena - Visitar Portugal

(Distância: 74 m SW)
Não se conhece verdadeiramente a data exacta da fundação desta Igreja em Terena, mas crê-se que seja da segunda metade do século XVI.

Igreja Matriz de São Pedro

Igreja Matriz de São Pedro - Visitar Portugal

(Distância: 233 m SW)
De acordo com testemunhos a Igreja Matriz original é anterior a 1394, sendo a atual uma construção do século XVI. Situada na elevação mais alta da vila, sofreu campanhas de obras, principalmente após o terramoto de 1755, em que esta igreja quinhentista sofreu a maior alteração.

Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova

Santuário de Nossa Senhora da Boa Nova - Visitar Portugal

(Distância: 984 m SE)
Deste maravilhoso templo extraordinário e raro em Portugal, as referências históricas remontam ao século XIII, por ter a característica de igreja-fortaleza.

Igreja Matriz de Santo António

Igreja Matriz de Santo António - Visitar Portugal

(Distância: 7 km SE)
Santo António, orago e protetor da freguesia com o mesmo nome da igreja, nome que se manteve até ao século XIX, sendo depois Santo António de Capelins e finalmente substituído por Capelins. Destaca-se a fachada encimada pela sineira terminada numa cruz ladeada por pináculos.

Fonte da Misericórdia

Fonte da Misericórdia - Visitar Portugal

(Distância: 9 km N)
Situada na mesma rua da Igreja da Misericórdia, esta fonte é uma construção da segunda metade do século XIX, em substituição da primitiva fonte de 1782 que veio substituir um antigo poço ali existente. Está classificada como Imóvel de Interesse Público desde o ano de 1993.

Igreja da Misericórdia

Igreja da Misericórdia - Visitar Portugal

(Distância: 9 km N)
Constituída por duas igrejas contíguas, uma do século XVI e outra do século XVII ou XVIII, a primeira conserva a forma original de nave única e a nova igreja apresenta na fachada principal as armas de D. João V. No interior salientam-se o retábulo-mor em talha dourada e os painéis de azulejos de estilo barroco-rococó.

Fonte Monumental das Seis Bicas

Fonte Monumental das Seis Bicas - Visitar Portugal

(Distância: 9 km N)
Esta fonte situa-se na praça central da vila. Aproveitando de a zona ser rica em mármores, esta fonte barroca é apontada como uma obra tardia do reinado do D. Pedro II, sendo a sua existência já referenciada no ano de 1708. Está classificada como Imóvel de Interesse Público desde 2013.

Castelo de Alandroal

Castelo de Alandroal - Visitar Portugal

(Distância: 9 km N)
Castelo Medieval do século XIII, foi fundado por D. Lourenço Afonso, Mestre da Ordem de Avis, a mando do Rei D. Dinis. Perdendo rapidamente a sua função defensiva, entrou em decadência. Foi restaurado na década de 1940. Foi declarado Monumento Nacional em 1910.

gif