Fontes, Poços e Lavadouros

Fontes, Poços e Lavadouros

Uma fonte, fontanário ou chafariz é uma construção situada habitualmente em espaços públicos e abertos, tais como praças, jardins ou ruas. Tendo água potável, a sua origem esteve basicamente na falta de água potável nas casas particulares. Na atualidade serve o mesmo propósito para quem passa e também como ornamento ou decoração.

  • É um belíssimo exemplar da passagem romana pela região, bem conservado e de prestígio e riquíssimo para a aldeia.
  • Uma fonte romana, conhecida como fonte de mergulho, soterrada parcialmente, remonta ao tempo dos romanos aquando da romanização da Península Ibérica.
  • O nome desta fonte deve-se à crença que existia entre os locais que a água desta fonte tinha propriedades medicinais.
  • Desta fonte termal da Malhada Quente sai uma água bicarbonatada sódica, hipossalina e quase tão alcalina como as Águas de Monchique, a 23º C.
  • Situada na povoação de Bate Água, é uma fonte maneirista a que está sobreposto um nicho decorado e terminado com uma cruz latina.
  • Não há informação de quando esta fonte foi construída, mas foi reparada sucessivamente em 1783, em 1847 e depois de 1948.
  • Esta fonte, denominada de Fonte Velha, foi construída em 1868. Está neste momento desativada e fechada e serve apenas para local de visita turística e para recordar os velhos tempos.
  • Situa-se em Arrabalde, a poucos metros da Ermida de Nossa Senhora de Monserrate, extra-muros das Muralhas de Óbidos.
  • Em redor e dentro da própria aldeia há uma série de fontes que acompanharam a evolução havida no abastecimento da água às populações.
  • Comum em todas as aldeias portuguesas, Aveleda também tem as suas fontes. Sinais dos tempos antigos, ainda continuam a cumprir a sua função em pleno.
  • Esta é uma ou mesmo a melhor água do distrito. Nunca seca e água sempre limpa e muito boa.
  • Na aldeia de Caçarelhos é de facto um tanto ou quanto de estranhar a existência de duas fontes de mergulho. É certo que a tipologia é a mesma, mas diferentes no seu acabamento.
  • Estas duas fontes situam-se próximo do castelo e da piscina fluvial, no caminho para a capela da Senhora da Piedade.
  • Estas fontes, situadas no Largo de Santa Cristina, são duas, de duas épocas diferentes, uma do século XVI e outra do século XVII.
  • As fontes grande e pequena são dois pontos de referência da vila de Alte. São utilizadas para piqueniques, descanso, banhos e tudo o mais.
  • Praia e Azenhas de Forjães junto ao rio Neiva
  • Fotos diversas da aldeia de Pé de Janeiro
  • A Igreja de São Francisco e o Seminário dos Missionários Apostólicos formavam o conjunto do Antigo Convento de São Francisco, que se encontra na via de desenvolvimento da Vila.
  • A Igreja Matriz de Avô é um templo do séc. XVIII, embora possa ter sido construído sobre outro do séc. XVI que já se encontrava bastante arruinado.
  • Igreja Matriz de Vimioso ou Igreja de São Vicente em homenagem ao mártir. A sua inauguração situa-se no período filipino.