Como o nome indica, a ponte é real devido a que esta edificação se realizou no período e consequentemente a mando do Rei D. João III.

História

Ponte Real
Lado jusante, a norte
Ponte Real
Lado montante, a sul

Como o nome indica, a ponte é real devido a que esta edificação se realizou no período e consequentemente a mando do Rei D. João III, em 1533, como atesta o alvará de abril desse mesmo ano. O monarca encarregou para sua edificação o escudeiro-mor da vila de Recardães, Simão Fernandes.

É de uma importância extrema, e não só pela ligação das margens do Rio Ceira, porque este era atravessado até então por uma vau.

Descrição

Ponte Real
Piso do tabuleiro

A estrutura da ponte é formada por três arcos apontados em forma de quilha com realce para o do meio com um vão e altura maiores que os outros. Ostenta nas guardas a jusante um relevo do escudo nacional ladeado por Cruzes de Cristo encimadas por esferas armilares. Entre os arcos existem dois cortas águas de cada lado.

Foi construído em 1868 um piso novo de calcetamento que provocou uma elevação do pavimento em dez centímetros e que conferiu ao tabuleiro uma forma abaulada, mantendo-se assim até agora.

Classificação

A ponte, em conjunto com a Capela de São Sebastião, está classificada como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 09.300' W 008 06.703'  (40.15500, -8.11172)

Temas / Tags

Góis, publicado em por