Sé Velha de Coimbra
Sé Velha
Sé Velha de Coimbra
Portal
Sé Velha de Coimbra
Fachada lateral
Sé Velha de Coimbra
Torre e Capelas

Num período de maior esplendor do românico na cidade, em grande parte no reinado de D. Afonso Henriques, ergue-se a Sé Velha de Coimbra ainda na segunda parte do século XII com a finalização no século XIII do seu portal principal.

Este templo religioso foi o da transição e da rutura entre o românico espelhadas na Sé de Braga e na Sé do Porto e a tipologia da catedrais da linha do Sul, na Sé de Lisboa e na Sé de Évora, inclusivamente a da Coimbra. Este templo é formado por três naves, transepto ligeiramente saliente, torre lanterna sobre o cruzeiro e cabeceira tripartida.

Em 1218 têm início a construção dos claustros, o primeiro em estilo gótico aplicado a edifícios não cistercienses em solo português. Em séculos seguintes partes da Sé sofrem obras de remodelação, principalmente no início do século XVI durante o Episcopado de D. Jorge de Almeida, quando se decoraram as naves com azulejos, se construiu a Porta Especiosa no lado norte e se modificou o absidíolo sul, sendo mantidas as partes românicas.

De planta longitudinal, na fachada principal a parte central está saliente relativamente ao resto, formada pelo portal em arco de volta perfeita envolto de múltiplas arquivoltas e encimado de um janelão com as mesmas caraterísticas do portão.

Por decreto, a lista de 1910 aumentou com a Sé Velha a ser classificada como Monumento Nacional.

Coordenadas GPS: N 40 12.531' W 008 25.642'  (40.20885, -8.42737)

Temas / Tags

Coimbra, publicado em por