Situado num lugar um pouco sombrio, este Mosteiro Masculino Beneditino remonta à data de 564, sendo o seu responsável S. Martinho de Dume.

Prosperidade

Convento de São João de Cabanas
Convento

Durante séculos o mosteiro prosperou economicamente, conseguindo uma importante área circundante em que os seus limites foram definidos por D. Sancho I, tornando o Mosteiro de Cabanas um Padroado Real, segundo as inquirições de 1258.

Nestas situações, surgiram os comendatários uns atrás dos outros e em 1382 o mosteiro passou para a Ordem de São Bento, tornando-se assim numa casa de convalescença e repouso de doentes.

No século XVII o convento sofreu uma grande reformulação chegando à configuração atual.

Descrição

A igreja, de pequenas dimensões, apresenta uma planta longitudinal de nave única à qual, na fachada lateral esquerda, foi adossada a torre sineira de planta quadrangular, e na fachada lateral direita as dependências conventuais, e das quais se destacam os claustros também quadrangulares.

Convento de São João de Cabanas - painel
Painel
Convento de São João de Cabanas - painel
Painel

Fim das Ordens

O convento, tal como teve o seu período de prosperidade também teve o seu período negro, tendo este começado em 1834.

Com a extinção das Ordens Religiosas, o conjunto foi vendido em hasta pública pela Fazenda Nacional, sendo o General Luís Rego o primeiro proprietário, seguindo-lhe vários proprietários. Já no século XX este conjunto conventual (convento e propriedades) foi palco de receber como local de férias o poeta Pedro Homem de Melo.

Classificação

O Convento de São João de Cabanas tornou-se Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 46.387' W 008 50.810'  (41.77312, -8.84683)

Temas / Tags

Afife, publicado em por