Situado um pouco fora do habitual dos pelourinhos, este está a pouco mais de dois quilómetros do centro da localidade.

Situado um pouco fora do habitual dos pelourinhos, este está a pouco mais de dois quilómetros do centro da localidade.

História

Pelourinho de Águas Belas

Águas Belas tem acompanhado desde o início da nacionalidade, desde 1159, quando a região foi doada à Ordem do Templo por D. Afonso Henriques.

No entanto é D. Sancho I que cede a Pedro Ferreira e sua mulher Maria Vasquez uma herdade e na qual ele funda a povoação. A ela se deve a primeira carta de foral à povoação, sendo na altura designada como Vila Ferreira, igualmente conhecida como Abas de Aquabela.

Todos estes acontecimentos se deram no ano de 1190.

Pelourinho de Águas Belas

Outros acontecimentos se deram em 1319, quando se deu a extinção da Ordem dos Templários e passou para a posse da Ordem de Cristo.

Recebeu o novo foral em 1513, por D. Manuel, e com D. João III subiu a povoação à categoria de vila, em 1531. É com este novo foral que Águas Belas vê erguer o seu pelourinho.

Em 1536 é finalmente instituído o Morgado de Águas Belas.

Descrição

Ergue-se numa base de três degraus quadrados, composto por uma coluna e remate. A coluna de fuste cilíndrico e liso possui as armas dos Pereiras relevadas e é encimado por um timbre de fantasia, em forma de coroa aberta.

Sem capitel, é encimado por um ábaco sobre o qual assenta o remate, sendo constituído por um curto tronco cilíndrico rematado em tosca calote esférica.

Classificação

Está classificado como Imóvel de Interesse Público, desde 1933.

Localização

Coordenadas GPS: N 39 42.153' W 008 17.759'  (39.70255, -8.29598)

Temas / Tags

Águas Belas, publicado em por