Mosteiro de Grijó
Mosteiro de Grijó - fachada
Mosteiro de Grijó - entrada
Mosteiro de Grijó - interior

O Mosteiro de S. Salvador de Grijó, ou simplesmente Mosteiro de Grijó, foi transferido para a atual localização em 1112, sendo a igreja do novo mosteiro sagrada em 1235 pelo então Bispo da Diocese do Porto, D. Pedro Salvadores.

O primitivo mosteiro foi fundado em 922 em outro lugar por dois clérigos, tendo vindo a adoptar a regra e o hábito da Ordem de Santo Agostinho em 938. Entretanto o mosteiro entrou em declínio, tendo sido autorizada a transferência para o Mosteiro da Serra do Pilar, contra a opinião de alguns clérigos sobre a transferência. Devido a estes desencontros de opinião, em 1566 o Papa Pio V separou os dois mosteiros.

Com o retorno dos clérigos ao mosteiro em ruínas a comunidade juntou-se e contrataram um arquiteto, então mestre de obras da Sé de Miranda do Douro. Entre 1574 a 1600 o dormitório, claustros e refeitório ficaram prontos. Em 1629 as obras encerraram com o fecho da capela-mor. Em 1770 o convento foi extinto, ficando os bens para o Convento de Mafra. Está classificado como Imóvel de Interesse Público.

Coordenadas GPS: N 41 01.728' W 008 34.799'  (41.02880, -8.57998)

Temas / Tags

Grijó, publicado em por