O Palácio das Sereias, igualmente conhecido por Palácio da Bandeirinha, que toma o nome da rua, liga-se neste caso a uma história verdadeiramente trágica, ou simplesmente levada pelos ventos populares.

História

Palácio das Sereias
Palácio das Sereias

Na verdade, pela sua existência, tudo leva a crer que o imponente edifício estava destinado ao abandono.

Está localizado na Rua da Bandeirinha, com a fachada central orientada a sul a poder observar-se a partir da Alfândega. Este magnífico exemplar residencial da Família Portocarrero, que o mandou edificar no século XVIII, é uma edificação sobre um cemitério de hebreus, na zona onde se situava a antiga judiaria.

Palácio das Sereias - Traseiras
Palácio das Sereias - Traseiras
Palácio das Sereias - Traseiras

Por esta razão atribui-se os episódios trágicos à casa. O proprietário morreu num acidente de barco no rio Douro, passando o palácio para posse do irmão, dado que não havia filhos do falecido.

A tragédia continuou durante as Invasões Francesas, em que um dos elementos da família foi chacinado no pátio da casa pelos populares, pensando estes que esse elemento estava conivente com os franceses.

As mortes de forma trágica de outros elementos da Família Portocarrero levaram ao abandono do Palácio em 1809 para nunca mais voltarem. Assim se manteve abandonado até ao ano de 1995, em que foi vendido ao Instituto das Filhas da Caridade que ali instalaram um colégio que se mantém até agora.

Descrição

Edifício de três panos delimitados por cunhais de pilastras e de três pisos, tem em todos os rasgos da fachada central e lateral janelas de moldura retangular, sendo que, no nível mais baixo, as janelas são pequenas e retangulares.

Palácio das Sereias - Esquerda
Sereia na
esquerda
Palácio das Sereias
Portal principal
Palácio das Sereias - Direita
Seria na
direita

A fachada que delimita a entrada principal é rasgada pelo portal central de moldura reta sobreposto de um frontão semicircular interrompido pelo brasão de armas da Família Portocarrero. O portal é ladeado, e pelo qual o edifício é conhecido, por duas colunas que terminam em caras de sereias.

Encimam-lhe duas janelas em arco abatido, e estas por uma janela de moldura reta, a qual tem guarda em pedra.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 08.671' W 008 37.334'  (41.14452, -8.62223)

Temas / Tags

Miragaia, publicado em por