Folgosinho recebeu carta de foral de D. Sancho I em 1187, que foi confirmado por D. Afonso II em 1217. Recebeu novo foral de D. Dinis e ainda o foral novo de D. Manuel I em 1512, que levou à construção do respetivo pelourinho.

História

Pelourinho de Folgosinho

Em 1864 o pelourinho foi demolido e acabou por desaparecer quando foram calcetadas as ruas. Em 1937 foi construído um novo pelourinho por iniciativa da Junta de Freguesia de Melo baseando-se em imagens do anterior sem utilizar qualquer elemento do pelourinho original.

Descrição

Situado em frente da antiga casa da câmara, foi fabricado em cantaria de granito em arquitetura revivalista terminando em pinha cónica.

Composto por um fuste quadrado assente sobre três degraus quadrados, mostra nas quatro faces do capitel as Armas de Portugal, as Armas de Folgosinho, a Cruz de Cristo e a esfera armilar. Este cubo é sobreposto por uma peça cónica decorada com um cabo em espiral, e termina com um cata-vento em forma de galo, de ferro.

Na base tem a inscrição "DESTRUÍDO EM 1864 / RECONSTRUÍDO EM 1937"

Classificação

Está classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1933.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 30.630' W 007 30.818'  (40.51050, -7.51363)

Temas / Tags

Folgosinho, publicado em por