Considerando ser dois corpos diferentes, a Casa do Facho é o mais curioso. A Casa e a Capela estão situadas no cimo de uma grande duna de areia, precisamente junto à praia, e esta dá-lhes o nome de Bonança.

Facho e Capela da Bonança
Capela e fachada da
Casa do Facho
Facho e Capela da Bonança
Fachada da
Casa do Facho
Facho e Capela da Bonança
Brasão Real
Facho e Capela da Bonança
Interior da
Casa do Facho

Pela razão da sua situação, a Casa do Facho foi inicialmente pensada para ajudar na navegação orientando os barcos para evitarem aquela zona costeira de Fão, devido à formação pedregosa dos "Cavalos de Fão". Também contribuiu para a vigilância da costa durante a Guerra da Restauração e das Lutas Liberais.

Quanto à Casa do Facho, apresenta-se parcialmente destruída mantendo-se a fachada e parede lateral sul. A fachada mostra uma pequena porta de arco de volta perfeita encimada pelo brasão real. Na parte traseira interior existe uma espécie de cantareira, a que lhe chamavam o banco dos poveiros que aí se sentavam para comer os farnéis da romaria.

Quanto à capela, foi edificada no século XVIII, de planta longitudinal composta por uma nave e capela-mor curva e sacristia. A fachada é de frontão triangular encimada por cunhais de pilastras, em que o portal ao centro é de verga reta ladeado por duas janelas quadrangulares. No frontão abre-se um óculo gradeado.

Comentário enviado por um leitor

A capela de Nossa Senhora da Bonança é anterior ao Farol do Facho. A capela nasce no intuito de lançar a religião católica contra a cultura (pagã) nórdica. Foi construída a capela-mor num "barco-de-pedra", construção da idade do bronze onde eram realizados rituais profiláticos e só no século XVIII é que houve o prolongamento e a construção do frontão da capela.

Ainda hoje podemos ver um ex-libris no museu de etnologia da Póvoa, a porta antiga desta capela. Numa das suas remodelações deitaram muita coisa fora e houve a brilhante ideia de alguém guardar a porta da capela que, em 1938, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim comprou por 80 escudos. A porta está repleta de runas e caracteres pagãos que inteligentemente os poveiros se apropriaram e lhe chamam siglas poveiras.

Coordenadas GPS: N 41 30.752' W 008 47.038'  (41.51253, -8.78397)

Temas / Tags

Fão, publicado em por

 


Os Mais Próximos


Cemitério Medieval das Barreiras
Fão, Esposende
(650 m E)

Igreja da Misericórdia de Fão
Fão, Esposende
(1 km E)

Coreto de Fão
Fão, Esposende
(1 km E)

Templo do Bom Jesus
Fão, Esposende
(1 km E)

Pelourinho de Esposende
Esposende
(2 km N)

Nossa Senhora da Bonança

Século XVIII


Cruzeiro de Roge
Macieira de Cambra, Vale de Cambra

Igreja de Nossa Senhora da Graça
Águas Belas, Ferreira do Zêzere

Capela do Senhor da Boa Morte
Ventozelo, Mogadouro

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros


Fontes


Alminhas
Sabuzedo, Montalegre

Casa da Água
Cabo Espichel, Sesimbra

Chafariz D. João V
Alpedrinha, Fundão

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Imóvel de Interesse Público

O Românico na Europa e em Portugal


Antigos Paços do Concelho
Castelo Novo, Fundão

Capela das Almas
Viana do Castelo

Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Rota do Românico


Capela de Fandinhães
Paços de Gaiolo, Marco de Canaveses

Castelo de Arnóia
Arnóia, Celorico de Basto

São Pedro