Marcos Miliários

Os marcos miliários (= mil passos) estavam colocados nas vias romanas com intervalos de cerca de 1480 metros, tendo inscrito o numero da milhas relativamente a essa via, contendo também a distância até ao forum romano além de outras informações sobre a sua construção.

A distância era medida pelos passos dados pelos exércitos romanos. Em cada mil passos duplos punham uma marca para marcar essa mesma distância.

  • Este Concelho de Terras de Bouro é um dos mais favorecidos nas marcas da passagem dos romanos por estas terras, por ser atravessado pela Geira ou Via XVIII do Itinerário de Antonino.
  • Este marco miliário romano, na aldeia de Currais, freguesia de Reigoso, é um monolítico cilíndrico do séc. I a.C., e como outros que são considerados como Monumentos Nacionais desde 1910.
  • Esta aldeia de poucos habitantes pode gozar de um pequeno mas grande monumento representativo situado na parte central da aldeia, mais concretamente no Largo da Seara.
  • Este marco assinala a milha XXVII (desde Braga) da Geira ou Via Nova, ligando Braga a Astorga, passando pelo Gerês.
  • Este marco, construído entre os anos 23 e 24 d.C., indica a décima segunda milha da via romana entre Lisboa e Braga.
  • Representação de alguns marcos miliários das vias romanas, que foram encontrados na região de Terras de Bouro. Coordenadas GPS: N 41 43.099' W 008 18.415'
  • Mais dois belos exemplares (dentro do possível, bem conservados) de marcos miliários que representam que em tempos, por aqui ou perto, passou a estrada romana entre Braga e Chaves.
  • O Pelourinho da freguesia de Bertiandos está situado no terreiro do Solar com o mesmo nome. Pertence a dois períodos distintos, ao romano e à centúria seiscentista.