Neste local da Igreja, a única certeza de que há memória sobre esta edificação religiosa é que, em 1152, D. Mafalda mulher de D. Afonso Henriques patrocinou a construção de um Mosteiro, contribuindo para uma maior dúvida e controversa sobre a sua verdadeira cronologia.

Início da construção

Igreja Matriz
Igreja Matriz
Igreja Matriz
Torre e lado sul
Igreja Matriz
Lado leste e norte

Numa possível mistura entre elementos do românico e do gótico, as maiores e principais dúvidas provém do período após a morte da rainha D. Mafalda, uma vez que esta construção sofreu um enorme abrandamento ao ponto de, e segundo indicações, nunca ter sido acabada.

Igreja Matriz - portal
Portal oeste
Igreja Matriz - colunelo
Colunelos esquerda
Igreja Matriz - colunelo
Colunelos direita
Igreja Matriz - colunelo
Arquivoltas esquerda
Igreja Matriz - colunelo
Arquivoltas direita

Se para alguns autores o atual templo é composto por vestígios do primitivo mosteiro, para outros esta ideia não tem qualquer fundamento, uma vez que negam qualquer elemento daquele tempo, preferindo situá-lo no século XIV.

De polémica em polémica, a verdade é que este templo religioso estará sempre nas bocas dos entendidos com explicações de uma parte e de outra, com bases em perspetivas cronológicas insuficientes.

Igreja Matriz - janela traseira
Janela fundeira
Igreja Matriz - rosácea
Rosácea frontal
Igreja Matriz - janela
Óculo traseiro

É possível que o templo corresponda a duas épocas distintas, com o início da construção a pertencer ao românico e com uma campanha reformadora a acontecer no século XIV. Esta reforma atribuiu-se a uma janela fundeira da capela-mor (alargamento desta para uma maior luminosidade) e das portas laterais em arco apontado.

Quanto à outra versão, é baseada em que o portal principal é uma obra do tardo-românico da Colegiada da Santa Maria de Barcelos, e assim considerada dos meados do século XIII. No entanto, em 1301 o templo de Neiva foi doado a Mestre Martinho por D. Dinis.

Torre e Campanário

Igreja Matriz
Torre sineira
Igreja Matriz
Campanário

Nos anos seguintes foi adossada à frontaria do lado direito uma torre quadrangular de dois andares. As arcadas de sineiras em arcos em volta perfeita foram abertas posteriormente e finalizadas por merlões. A poucos metros, no lado esquerdo desta, encontra-se o campanário.

Igreja Matriz - cachorros Igreja Matriz - cachorros Igreja Matriz - cachorros Igreja Matriz - cachorros Igreja Matriz - cachorros
Cachorrada da fachada sul, máscaras e cabeças de animais

Descrição

Quanto ao templo, é uma construção em granito formada por uma nave única e capela-mor retangular, sendo esta mais estreita que o corpo.

A fachada principal é simples e em empena triangular, formada pelo rasgo do portal principal em arquivoltas e encimado por um óculo circular em tímpano.

Igreja Matriz - porta sul
Porta sul
Igreja Matriz - porta norte
Porta norte

Classificação

Esta Igreja de Santa Maria do Abade de Neiva está, desde 1927, considerada como Monumento Nacional.

Localização

Ao centro da freguesia, a igreja situa-se na Rua da Senhora da Abadia, num largo próximo da estrada nacional N103.

Coordenadas GPS: N 41 33.307' W 008 38.371'  (41.55512, -8.63952)

Temas / Tags

Abade de Neiva, publicado em por