Dedicada a Santa Eulália de Barcelona, é uma igreja maneirista composta por três naves e capela-mor mais estreita e baixa. Tem adossadas a sacristia e a torre sineira.

História

Igreja Matriz de Aguada de Cima
Fachada frontal e acesso

Não há informação sobre a data de construção, sendo reconstruída em 1711.

A igreja foi restaurada nos anos 1950 e depois em 2008, sendo nesta última construídas as naves laterais.

Descrição

Igreja Matriz de Aguada de Cima
Fachada oeste e sul
Igreja Matriz de Aguada de Cima
Fachada sul e leste
Igreja Matriz de Aguada de Cima
Fachada leste e norte

A fachada oeste é rasgada pelo portal sobreposto pela janela em moldura, ambas em verga reta. A fachada e a torre sineira são limitadas por pilastras em cunhais com divisão nas laterais também por pilastras, encimadas por pináculos piramidais. A fachada frontal, a fachada posterior da nave e a da capela-mor terminam em empena triangular encimada pela cruz.

As fachadas laterais são abertas por janelas de verga reta nas naves laterais e na capela-mor. Uma porta na fachada norte dá acesso à nave. As naves laterais foram acrescentadas à igreja original em 2004, enquanto a fachada frontal e torre sineira mantêm a forma do original.

Igreja Matriz de Aguada de Cima
Painel de
azulejos

Na fachada posterior destaca-se o painel de azulejos em azul e branco representando Santo André.

Torre sineira

Igreja Matriz de Aguada de Cima
Torre sineira

A torre sineira, adossada à nave no lado norte, é aberta, no segundo registo, por janelas dos sinos em arco de volta perfeita, terminando em balaustrada e coruchéu piramidal encimado por cruz e cata-vento. Apresenta um relógio a interromper a balaustrada na face posterior, a leste.

Interior

No interior, a igreja é composta por três naves, sendo as laterais acrescentadas em 2004. A capela-mor é mais estreita e baixa.

Destaca-se a imagem da Virgem com o Menino do início do século XV, bem como o púlpito do século XVIII.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 31.111' W 008 25.621'  (40.51852, -8.42702)

Referências

Temas / Tags

Aguada de Cima, publicado em por