A pequena freguesia da Granja, que se situa à entrada de Boticas com a qual, depois de 2013, foi formada a união das duas, tem como referência o Convento da Granja, todavia a Igreja Matriz espelha o seu encanto.

Descrição

Igreja Matriz da Granja

Sem qualquer pergaminho que a defina na história e no tempo, há a possibilidade de neste segundo ponto pertencer ao século XVII, com origens do período românico.

Na verdade e o mais interessante em muitas aldeias interiores de Portugal, pode-se observar este género de templo com os simples mas bonitos muros sineiros. Estes estão afastados poucos metros do templo principal, situando-se neste caso à frente da fachada principal, marcando talvez uma época.

Este pequeno templo, dedicado a Nossa Senhora da Assunção, é uma edificação toda em granito, desenvolvendo-se longitudinalmente com a fachada principal para poente. De planta retangular, é formada por nave única e capela-mor. Na lateral sul orientada com a fachada, uma escadaria que dá acesso ao coro alto, seguindo-se-lhe num plano mais recuado o adossamento da sacristia.

A fachada simples tem como único rasgo o portal em arco abatido. A sineira já referida, também em granito, apresenta-se em conjugação com o portal do templo, um arco de volta perfeita. É encimado por uma sineira, de um só sino, em arco de volta perfeita, e é rematada por um relógio que é ladeado por dois pináculos piramidais. Igualmente a sineira está ladeada por dois pináculos piramidais.

Localização

A igreja está situada num largo quase no extremo oeste da localidade, no início da estrada para Boticas.

Coordenadas GPS: N 41 41.675' W 007 39.005'  (41.69458, -7.65008)

 

Temas / Tags

Boticas, publicado em por