Vista Geral
Vista Geral

 

Manique do Intendente, que foi projetada para se tornar numa das grandes cidades portuguesas, acabou por se tornar numa pequena vila, caindo mesmo quase no anonimato.

Teve como primeira denominação Alcoentrinho durante a Idade Média e início da Moderna. Entretanto no século XVIII esta denominação foi mudada para Manique do Intendente após ter sido concedido a Diogo Inácio da Pina Manique, pela Monarca de então a Rainha D. Maria I, pelos serviços prestados à coroa, tornado-a vila e sede de concelho.

Situada num vale a poucos quilómetros de Lisboa, esta vila é formada por pouco mais de mil e quatrocentos habitantes.

 

Manique do Intendente, publicado em por

 


Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Azeitão, Setúbal

Igreja de S. Simão
Azeitão, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Escadaria


Capela Corpo de Deus
Pindelo, Oliveira de Azeméis

Capela da Senhora d’ Alegria
Riodades, São João da Pesqueira

Capela das Pereiras
Ponte de Lima

Capela de São Caetano
Longos Vales, Monção

Figuras da Realeza de Portugal


D. Dinis
Coimbra

D. Manuel I
Almendra, Vila Nova de Foz Côa

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Imóvel de Interesse Público


Monumento Nacional


Anta da Agualva
Agualva-Cacém, Sintra

Anta da Barrosa
Vila Praia de Âncora, Caminha

Anta de Santa Marta
Santa Marta, Penafiel

Nossa Senhora da Conceição

Senhor Jesus


Alto do Senhor da Boa Morte
Povos, Vila Franca de Xira

Basílica da Estrela
Estrela, Lisboa

Bom Jesus das Mós
Carvalheira, Terras de Bouro

Capela Corpo de Deus
Pindelo, Oliveira de Azeméis

Século XVIII