Vista Geral de Semide
Vista Geral de Semide

Flor da Farinha, é assim etimologicamente conhecida a pequena e antiga vila de Semide, uma pequena preciosidade histórica que, através dos seus vestígios arqueológicos, nos transporta para uma época anterior à nacionalidade. Tem no seu mosteiro ou convento o seu ex-libris, tendo-se apoiado neste edifício para o seu desenvolvimento, misturando-se com a história de Portugal.

Aqui a história faz jus à Família Anaia, pois já no século XI a vila constava nos bens de D. Anão, Senhor de Góis. Os seus descendentes diretos foram os impulsionadores no desenvolvimento de Semide, e até ao início do século XIX a localidade constituía-se como couto. Com a extinção do couto em 1801, passou a sede de concelho, a qual já dava conta de 1836 habitantes, mantendo-se assim até 1853. Atualmente posiciona-se como freguesia com cerca de 2900 habitantes.

Semide, publicado em por