Casa das Quatro Esquinas
Casa das Quatro
Esquinas
Casa das Quatro Esquinas
Cachorro ou Modilhão
Casa das Quatro Esquinas
Cachorro ou Modilhão

Miranda do Douro é das muito poucas cidades em Portugal com um edifício um tanto peculiar como este. Como o nome indica, apresenta quatro janelas fazendo a esquina da casa (duas no andar térreo e outras duas na parte mais elevada da casa), com dois interessantes e únicos cachorros sendo, por isso, testemunha da evolução cultural e civilizacional de cada época da história Europeia.

Casa das quatro esquinas, da época Medieval, compreendida entre os séculos XIV e XVI, apresenta uma interessante arquitectura com dois também interessantes cachorros ou modilhões, estando cada um deles virado para o oriente e norte. Estes dois elementos constituem, não só para o edifício, como também para a cidade, dois ícones, simbolizando algo de inédito para a época.

Cachorros

O modilhão ou o cachoro da parte oriental representa a luxúria na figura de um cão que acaricia com a língua os orgãos genitais da mulher. O outro, situado para a parte norte, simboliza o deus grego Cronos, a quem os romanos deram o nome de Saturno, representado um devorador de uma criança, significado dos filhos que devorou com receio que o destronassem de Deus do Universo. É, contudo, considerada a figura que mais se afirma na cultura humanista da cidade de Miranda do Douro.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 29.659' W 006 16.478'  (41.49432, -6.27463)
Miranda do Douro, publicado em por