O edifício apresenta uma planta retangular, com a fachada constituída por dois pisos e em dois panos, separados por pilastras, a que também se junta a capela.

Origem

Casa de Cima da Vila
Fachada do Solar

É conhecido como Casa do Cimo da Vila. Sendo este lugar pouco habitado no século XVIII, quando o Solar foi edificado, rapidamente se tornou com bastante densidade populacional.

Lamentam os entendidos que este Solar deveria ter um largo para realçar a sua magnífica fachada, considerada por estes entendidos como das mais significativas da cidade de Viseu e da arquitetura civil Portuguesa deste século. O seu primeiro proprietário foi José Teixeira de Carvalho, acabando por ficar na posse dos Condes de Prime, através de casamento.

Descrição

O edifício apresenta uma planta retangular, com a fachada constituída por dois pisos e em dois panos, separados por pilastras, a que também se junta a capela. A maior evidência vai para o piso nobre, sendo os vãos mais distintos em tratamento e cuidados, relativamente ao piso inferior de moldura mais estática e retilínea.

Os portais de entrada, um em cada pano, assumem uma especial relevância à semelhança da maioria das casas setecentistas. Apresentam-se ambas quebrando a linha das janelas superiores, terminando em frontão interrompido com o brasão da família.

A capela é de remate triangular, ladeado por fogaréus e encimado por uma cruz. O portal articula-se com a janela superior, ambos com molduras de granito de gosto rocaille.

Classificação

O Solar está destacado como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 40 39.413' W 007 54.725'  (40.65688, -7.91208)

Temas / Tags

Viseu, publicado em por