Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia

Situado no pico do ponto mais alto do Monte de Santa Luzia, com todas as condições geograficamente estratégicas e dominante sobre uma área totalmente envolvente, conduziu à fixação de um povoado castrejo proto-urbano tornando esta ocupação prolongada entre a Idade do Ferro e a Romanização.

Por esta razão, a Citânia de Santa Luzia é considerada o exemplar mais notável dos povoados fortificados existentes do noroeste peninsular, através da sua dimensão, do seu planeamento urbanístico e da sua tipologia construtiva e defensiva.

Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia

Cidade Velha de Santa Luzia, também assim denominadas estas ruínas, teve o registo da sua existência no século XVII, contudo só no século XIX teve no seu perímetro as primeiras escavações. Crê-se que as escavações que se encontram a descoberto correspondem a um terço da área total que originalmente formava a Citânia, tendo a restante área sido destruída com a edificação do hotel e os respectivos acessos.

Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia
Citânia de Santa Luzia

Com a sua dimensão, o povoado caraterizava-se através das habitações formadas em quarteirões, sendo estas muralhadas e demarcadas por áreas de circulação. As habitações tinham uma planta semelhantes a outros povoados, circulares e elípticas e, menos frequente, retangulares, com ou sem vestíbulo. As entradas das habitações estão orientadas no sentido sul, para protecção destas da chuva e dos ventos.

À semelhança dos povoados da Idade de Ferro, como a Citânia de Briteiros e Cividade de Âncora, apresenta uma estratégia defensiva, sendo por isso formada por três linhas de muralhas servidas por um caminho e reforçadas por torreões.

Classificação

Em 1926 a Citânia de Santa Luzia tornou-se Monumento Nacional.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 42.350' W 008 50.098'  (41.70583, -8.83497)

Temas / Tags

Areosa, publicado em por