Este cruzeiro está situado na rota do Caminho de Santiago de Compostela. Do século XVII, é considerado como o melhor exemplar maneirista do concelho.

Origem

Cruzeiro de Pedrosa
Cruzeiro

A existência deste cruzeiro no lugar da Pedrosa, de onde tem o nome, não só implica a proximidade com um templo religioso como se encruzilha na rota do Caminho de Santiago de Compostela.

Fazendo parte do enquadramento urbano, e por isso de cariz popular, este cruzeiro do século XVII tem como referência 1636, a mando de Bráz Colosso Guerra. Devendo à sua riqueza de decoração, é considerado como o melhor exemplar maneirista do concelho.

Descrição

Constituído todo ele em granito, o cruzeiro ergue-se sobre um soco de três degraus quadrangulares.

A base é formada por um paralelepípedo ao alto com faces molduradas e com inscrições na superfície das almofadas. Sobre esta ergue-se a coluna formada por um plinto quadrado com duas estreitas molduras escalonadas e oitavadas, a fazer a transição para o fuste igualmente oitavado.

A meio do fuste está esculpida a imagem da Virgem do Calvário com as mãos crispadas em oração sobre o peito. Segue-se o capitel em estilo dórico e, para remate, uma cruz latina com a imagem de Cristo crucificado.

Cruzeiro de Pedrosa
Base
Cruzeiro de Pedrosa
Fuste
Cruzeiro de Pedrosa
Capitel

Classificação

Esta simbologia popular está classificada como Imóvel de Interesse Público, desde o ano de 1983.

Localização

O cruzeiro está situado no centro da localidade de Pedrosa, junto dos degraus de uma casa.

Coordenadas GPS: N 41 45.248' W 008 36.487'  (41.75413, -8.60812)

Referências

Temas / Tags

Correlhã, publicado em por