A Igreja, sendo do século XIII, pertenceu ao antigo Convento feminino fundado no século XII, a quem D. Afonso Henriques concedeu o couto em 1141.

História

Convento de Paderne
Convento de Paderne
Convento de Paderne
Convento de Paderne

Também conhecida como Igreja Paroquial e Igreja de São Salvador, pois este último nome é em homenagem ao Santo padroeiro. A Igreja, sendo do século XIII, pertenceu ao antigo Convento feminino fundado no século XII. D. Paterna, viúva do Conde Hermenegildo, senhor de Tui, recolheu-se numa das suas propriedades com as suas quatros filhas e com outras nobres donzelas galegas que a quiseram acompanhar.

D. Afonso Henriques concedeu a este Convento de freiras o couto em 1141, e no século XIII passou para os cónegos regrantes de Santo Agostinho. D. João Pires tornou-se prior do convento e encarregado da construção da Igreja, terminada e sagrada no ano de 1264, tendo sido um aliado e protegido do Monarca de então, D. Afonso III.

Descrição

Convento de Paderne - Porta principal
Porta da sacristia

Bastante alterado com o decorrer dos tempos, o templo, relevante monumento românico, conserva um aspecto imponente para a qual contribuiu o duplo portal. Apresenta, ao lado do pórtico principal de acesso à nave, outro portal mais amplo de feição lombarda, com três arquivoltas e seis colunedos decorados com louvores notáveis. O portal principal revela esmerada decoração fitomórfica e geométrica.

O interior é muito simples, de uma só nave, baixa, largo transepto e três capelas quadrangulares na cabeceira, com uma especialidade e organização bem adaptada do rural do século XIII.

Por interesse, esta localidade deve-se à fundadora do Convento, D. Paterna, vindo posteriormente a transformar-se por corrupção para Paderne.

Classificação

A Igreja tornou-se em 1910 como Monumento Nacional.

Localização

Coordenadas GPS: N 42 05.374' W 008 16.455'  (42.08957, -8.27425)

Temas / Tags

Paderne, publicado em por