O Pelourinho, datado de 1560, chegou a ser desmantelado em 1860, mas foi reconstruído e remontado no seu local original diante do antigo edifício da Casa da Câmara.

História

Pelourinho

O Pelourinho vem com o foral que os Monarcas dão às populações, e este não foge à regra. O seu primeiro foral foi dado por D. Afonso III em 1271, que a elevava a vila designada como Leboreiro.

Foi comenda da Ordem de Cristo e pertenceu à casa de Bragança. Em 1513 recebeu novamente um segundo foral dado pelo Monarca D. Manuel.

Em 1855 aconteceu a extinção do concelho, passando assim a pertencer a Melgaço do qual é atual freguesia, conservando assim o pelourinho datado de 1560. O Pelourinho chegou a ser desmantelado em 1860, mas foi reconstruído e remontado no seu local original diante do antigo edifício da Casa da Câmara.

Descrição

Levanta-se sobre uma plataforma de três degraus quadrangulares de aresta, de pedra aparelhada, não originais.

A coluna assenta em base tronco-piramidal lisa, de topo truncado, com estrias horizontais marcadas numa das faces, supostamente destinadas a medição das meadas de linho. O fuste têm secção octogonal com uma inscrição junto do topo onde se pode ler a data de 1560.

Não existe propriamente capitel, mas sim um ábaco ou tabuleiro saliente, grosso e quadrangular, encimado pelo remate.

Classificação

Está classificado como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 42 01.808' W 008 09.504'  (42.03013, -8.15840)

Temas / Tags

Castro Laboreiro, publicado em por