O início destas muralhas, de que atualmente subsistem dois grandes troços, remonta aos séculos IV e V, à época da invasão romana na Península Ibérica.

História

Muralhas
Muralhas

Pode dizer-se que as muralhas de Caminha se misturam com o ditado português "pedra sobre pedra". Neste caso, quer isto dizer que estas muralhas correspondem a três épocas e situações diferentes. O início destas muralhas, de que atualmente subsistem dois grandes troços, remontam aos séculos IV e V, à época da invasão romana na Península Ibérica, tendo-se erguido uma fortificação, e da qual os alicerces serviram para reforçar e ampliar a próxima fortaleza.

Fortaleza esta que, para dados históricos, corresponde à inicial, edificada no século XIII a mando do monarca da altura, D. Afonso III. Portugal estava a dar os primeiros passos como nação e por isso, com as constantes campanhas contra Castela (Espanha) e na tentativa de salvaguardar a população em crescimento e o desenvolvimento das atividades económicas, foi erguida a cerca para proteção.

Mais tarde no século XVII, após a Restauração da Independência e também com o reforço estratégico da vila de Caminha, o Rei de então, D. João IV, modernizou-lhe as defesas, dotando-as de uma extensa linha de baluartes e torreões.

Classificação

Os panos de muralha existentes no atualmente estão classificados como Imóvel de Interesse Público.

Localização

Coordenadas GPS: N 41 52.724' W 008 50.351'  (41.87873, -8.83918)

Temas / Tags

Caminha, publicado em por