Casa Grande

Esta é a fachada de um dos maiores projetos arquitetónicos e de referência obrigatória do património do Sardoal, denominada de Casa Grande ou Casa dos Almeidas. Este edifício de proporções bastantes consideráveis foi mandado edificar nos finais do século XVII e princípios do XVIII para residência da Família Moura Mendonça. Não há certezas se foi D. Gaspar de Mendonça, Arcebispo da Baía e Primaz do Brasil, ou o seu irmão Rodrigo Barata Moura, fidalgo da Casa Real, o mandante da construção do edifício em causa.

Desconhece-se a razão pela qual o edifício está denominado da Casa dos Almeidas, chegando a um pressuposto de que, antes da atual edificação, tenha existido outra residência, pertencente então à Família dos Almeidas e Condes de Abrantes, que foram Senhores do Sardoal durante dois séculos.

A fachada é delimitada por pilastras de dois pisos, em frontão triangular rematado por pináculos. O piso térreo é formado pelo portal principal em arco abatido ladeado por duas colunas onde assenta a sacada do piso superior. Nas partes laterais do portal estão abertas duas janelas em molduras de verga reta protegidas por um gradeamento. No piso superior e nobre da casa abrem-se três janelas, das quais a central é em arco de volta perfeita e a ladear duas colunas, sobrepujado de um entablamento curvo. As janelas laterais são em arco abatido sobrepujado de um entablamento.

Este solar de planta longitudinal está situado no centro da Vila, quase em frente à Capela do Espírito Santo.

Coordenadas GPS: N 39 32.101' W 008 09.675'  (39.53502, -8.16125)

Temas / Tags

Sardoal, publicado em por