Na ponta leste da Serra de Aire, a aproximadamente dez quilómetros da cidade de Fátima e da vila de Minde, encontra-se um verdadeiro museu a céu aberto, formado pelas Pegadas de Dinossauros. Esta jazida, em conjunto com a do Vale dos Meios, são consideradas as maiores da Península Ibérica.

História

Pedreira de Galinha

Há vinte e cinco anos que esta jazida abriu as portas ao público, que funcionava como uma simples pedreira. O Sr. Galinha, dono da mesma a que deu o nome, estava longe de pensar de que a sua pedreira se iria transformar num verdadeiro museu.

Esta jazida, com sessenta mil metros quadrados, apresenta uma das maiores coleções de pegadas de Saurópedes, únicas na Península Ibérica e em bom estado de conservação.

É composta por vinte trilhos, onde existem mil pegadas com 175 milhões de anos. Igualmente existe um jardim Jurássico, com plantas atuais de grupos botânicos característicos do Mesozóico da "Era dos Dinossaurios", e o Aramossáurio, um dinossauro feito em arame que é o cartão de visita do parque.

Jazida do Galinho

Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha

Estas jazidas ligam-se não só ao tempo do Jurássico Médio, com uma idade aproximada de 175 milhões de anos, como com a movimentação e separação da terra, talvez uma das razões para a extinção dos Dinossauros.

Na verdade esta zona, que atualmente é designada por Serras de Aire e Candeeiros, era constituída por uma zona rasa e costeira, com partes inundadas por marés.

Pegadas de Dinossauros

Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha

Na altura em que a Europa e a América do Norte se ligavam, formando um super continente conhecido como Pangeia, entre os atuais Ibéria e Canadá existia um mar pouco profundo e de águas límpidas e quentes que promoviam a precipitação do carbonato de cálcio do calcário.

Este originou a formação de recifes de coral. O clima quente e húmido provocou uma vegetação abundante.

Jardim Jurássico

Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha
Pedreira de Galinha

Estas condições, juntamente com os fundos das lagoas marinhas em que se formavam lamas calcárias, foram as condições propícias para que aqui passassem os dinossauros saurópedes, herbívoros e de grande porte, podendo chegar aos trinta metros de comprimento e setenta toneladas de peso.

Foi a região perfeita para os dinossauros que provocaram as maiores e melhores pegadas. Assim facilitaram um estudo para melhor conhecimento dos hábitos, da forma de viver e essencialmente como se movimentavam e a que velocidade, e se o faziam em grupo ou sozinhos.

Localização

Coordenadas GPS: N 39 34.362' W 008 35.329'  (39.57270, -8.58882)

Temas / Tags

Bairro, publicado em por