História

Igreja Matriz de Louriceira
Fachada frontal
Igreja Matriz de Louriceira - traseira direita
Leste e norte
Igreja Matriz de Louriceira - traseira esquerda
Sul e leste

Esta terra está marcada pelo seu conteúdo histórico e cultural, e com ela a Igreja Matriz desta comunidade chamada de Louriceira. Também é conhecida como Igreja de Nossa Senhora da Conceição.

As origens do templo e da terra misturam-se desde do ano 1151, embora a atual construção da igreja seja de um século posterior, ou seja, do século XVI.

Na segunda metade deste século este templo foi aumentado com uma construção da nave. A fachada principal viria a ser terminada já no século XVII.

Descrição

De tipo manuelino, tem empena de bico ladeado por uma torre baixa quadrangular de feição quinhentista.

No seu interior, o templo tem o seu teto revestido de madeira e as paredes são revestidas por azulejos do século XVII, azuis e brancos. O batistério e capela-mor também estão revestidos de azulejos que cobrem ainda os vãos da abóbada.

No pavimento da capela-mor há uma lápide sepulcral digna de referência com um leão no escudo e o epitáfio semi-apagado, referentes a Lopo Dias Fayn, fidalgo da casa d' El Rei, e a sua mulher.

Igreja Matriz - porta lateral
Porta lateral
Igreja Matriz - cachorro
Cachorro
Igreja Matriz - cachorro
Cachorro

Quero referir também a porta lateral e os cachorros em pedra servindo de caleiras da parte traseira, um em cada esquina.

Classificação

Este monumento está classificado como Imóvel de Interesse Público desde do ano de 1996.

Localização

Quase no extremo oeste de Louriceira, a igreja situa-se no largo entre a Rua da Igreja e a Rua de São Vicente.

Coordenadas GPS: N 39 25.645' W 008 40.225'  (39.42742, -8.67042)

 

Temas / Tags

Malhou, Louriceira e Espinheiro, publicado em por