O templo é quatrocentista, porém a sua fundação é muito mais antiga, remontando presumivelmente ao reinado de D. Afonso II e ao ano de 1215.

História

Igreja de Santa Maria do Castelo
Frontal
Igreja de Santa Maria do Castelo
Lateral
Igreja de Santa Maria do Castelo
Torre Sineira
 
Igreja de Santa Maria do Castelo
Lápide

O seu nome "do Castelo" é um nome comum às igrejas que, tal como esta, se situam dentro dos castelos.

A igreja está associada à construção do paço, uma vez que estas edificações foram feitas no mesmo tempo.

O templo é quatrocentista, porém a sua fundação é muito mais antiga, remontando presumivelmente ao reinado de D. Afonso II e ao ano de 1215. É de uma simplicidade extrema, sofrendo por isso como um pouco por todo o reino, realidade da renovação e engrandecimento dos templos.

Descrição

Na sua modéstia, é um templo que se apresenta com uma planta retangular formada por uma só nave e capela-mor quadrangular mais pequena e de menor altura. A fachada apresenta-se com um portal de duplo arco quebrado, desprovido de qualquer decoração, encimado por um óculo.

Museu D. Lopo de Almeida

Atualmente a Igreja de Santa Maria do Castelo está adaptada para albergar o Museu D. Lopo de Almeida, em homenagem a este Senhor que está sepultado no túmulo que se encontra adossado à parede da capela-mor. Contrariamente à simplicidade do templo religioso, este túmulo quase se assemelha aos túmulos da Ínclita Geração da Capela do Fundador da Batalha.

O Museu D. Lopo de Almeida, ou Museu da Cidade, ali instalado desde 1931, ocupa o corpo da igreja, coro e sacristia. Tem secções de tecidos, paramentos, livros, pergaminhos, imagens de madeira e pedra, talha, gravuras, iluminuras, relicários e azulejos.

Classificação

Este templo está classificado como Monumento Nacional, desde 1910.

Localização

A Igreja de Santa Maria do Castelo situa-se no interior da fortaleza, o Castelo de Abrantes.

Coordenadas GPS: N 39 27.881' W 008 11.714'  (39.46468, -8.19523)

Temas / Tags

Abrantes, publicado em por