No tempo em que Portugal tinha o domínio quase absoluto das rotas dos mares do norte menosprezou a importante função destas ilhas e consequentemente da Cidade do Funchal. Por estas e outras razões, o Funchal começou a ser cobiçado pelos corsários.

Fortaleza de Santiago
Envolvente do Forte
Fortaleza de Santiago
Forte
Fortaleza de Santiago
Forte

Perante este facto surgiu a Fortaleza para defesa da Cidade, tendo sido iniciada ainda na Dinastia Filipina de acordo com uma inscrição no Portão de Armas, e terminado no ano de 1614. Entretanto foi sofrendo obras complementares de aumentos, com os primeiros terminados em 1637, fechando assim do lado leste as muralhas da cidade e contribuindo para as necessidades da cidade de então.

No ano de 1767 teve o início de uma nova ampliação juntamente com uma reedificação, tomando o actual aspecto, restando apenas, da fortaleza inicial, uma das escadarias que estabelecia a comunicação entre a esplanada média e a baixa, onde se encontra a cisterna.

Fortaleza de Santiago
Forte
Fortaleza de Santiago
Forte

No século XIX foi construída a casa do Governador na fortaleza, alterando assim o volume estrutural da mesma. No início do século XX, mais concretamente em 1901, sofreu pequenos melhoramentos com a visita dos Monarcas Portugueses D. Carlos I e a sua mulher. Ainda nos meados deste século passou a ser ocupada pela Liga dos Combatentes, uma vez que até então o espaço estava desocupado.

Em 1974 os novos inquilinos desta Fortaleza, a Polícia do Exército, que instalou o Esquadrão de Lanceiros do Funchal e permaneceu até 1992, ano em esta foi cedida ao Governo Regional da Madeira, tendo sido requalificada para Museu da Arte Contemporânea do Funchal.

Coordenadas GPS: N 32 38.804' W 016 53.916'  (32.64673, -16.89860)

Temas / Tags

Funchal, publicado em por

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar


Os Mais Próximos

Fortes e fortalezas

São Tiago

Século XVI

Os Mais Vistos


Lapa de Santa Margarida
Portinho da Arrábida, Setúbal

Ermida de Nossa Senhora da Lapa
Soutelo, Vieira do Minho

Ponte das Três Entradas
Ponte das Três Entradas, Oliveira do Hospital

Conventos e Mosteiros

Estilo Barroco

Igreja Matriz


A Igreja Matriz, a Albergaria
Arrifana, Vila Nova de Poiares

Antiga Igreja Matriz
Vila Pouca de Aguiar

Capela da Senhora da Soledade
Olhão da Restauração, Olhão

Capela de Nossa Senhora da Saúde de Fetais
Santo Quintino, Sobral de Monte Agraço

Imóvel de Interesse Público

Senhor Jesus


Alto do Senhor da Boa Morte
Povos, Vila Franca de Xira

Basílica da Estrela
Estrela, Lisboa

Bom Jesus das Mós
Carvalheira, Terras de Bouro

Capela Corpo de Deus
Pinhão, Oliveira de Azeméis

São Miguel


Capela de São Miguel
Monsanto, Idanha-a-Nova

Capela de São Miguel
Avô, Oliveira do Hospital

Capela de São Miguel
Dornelas do Zêzere, Pampilhosa da Serra

Século XVII