Convento de Santa Clara
Convento
Convento de Santa Clara
Envolvente

O donatário da Ilha de Madeira, João Gonçalves da Câmara, mandou edificar o Convento de Santa Clara nos finais do século XV próximo das imediações da residência de seu pai, para recolher as filhas da nobreza local.

Com as obras terminadas em 1497, o convento começou a receber as primeiras freiras Clarissas até aos meados do século XVIII, sendo um convento que recebia um grande número de freiras e que, com a extinção das Ordens Religiosas, deixou de admitir novas professas.

Com esta diminuição das freiras, o convento manteve-se até ao falecimento da última Irmã, passando o edifício e tudo que era pertença do convento para dependência do estado. Entretanto, em 1896, parte do convento foi cedido à Congregação das Missionárias de Maria que ali permaneceu até à República.

Anos mais tarde, o Governo da República cedeu à Câmara Municipal do Funchal a guarda e conservação da igreja e alguns terrenos anexos ao convento para alargamento das ruas, e à Santa Casa da Misericórdia algumas dependências para ali instalar um hospital e serviços de assistência.

O Convento de Santa Clara constitui um valioso património, pelo conjunto de edifícios, pelo recheio que possui e, principalmente, por ter chegado aos nossos dias com a missão pela qual foi edificado.

Por isso, está classificado como Monumento Nacional.

Coordenadas GPS: N 32 39.045' W 016 54.784'  (32.65075, -16.91307)
Funchal, publicado em por

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Recentes