Igreja do Convento de Arroios
Igreja do Convento de Arroios
Igreja do Convento de Arroios

Fundado em 1705, o Convento de Arroios foi edificado com a condição de ser um Colégio Jesuítico destinado a formar padres para serem enviados para a Índia, para o que teve o apoio da rainha D. Catarina, viúva do Rei Carlos II de Inglaterra.

Contudo, a partir do ano de 1755 os jesuítas começaram a abandonar progressivamente o convento acabando por serem substituídos por freiras concepcionistas, e igualmente foi substituído o nome de Nossa Senhora da Nazaré para Nossa Senhora da Conceição de Arroios.

Depois da extinção da comunidade em 1834, só mais tarde é que o convento foi devoluto com a morte da última freira, o que aconteceu no ano de 1890. Dois anos depois o convento veio a ser anexado ao Hospital de São José, tendo as instalações sido adaptadas para receber doentes com varíola e doenças tísicas, no qual se manteve até aos anos cinquenta do século XX, começando a decair progressivamente até ao seu encerramento em 1992.

A igreja é o elemento do conjunto conventual que se conserva em melhor estado e, segundo o estilo jesuítico, o templo religioso apresenta uma planta cruciforme. A fachada principal apresenta uma certa monumentalidade com as suas três partes, em que o piso térreo é rasgado pelo portal principal em verga reta encimada de uma arquitrave sobre a qual possui um brasão de armas de Portugal e Inglaterra. Este é ladeado por duas pequenas janelas quadradas, tudo encimado por três janelas retangulares, sendo a central a maior. No remate apresenta uma estrutura tripartida de frontão axial com o central em forma de nicho albergando a imagem de Nossa Senhora da Conceição ladeado por duas torres sineiras.

Sem dúvida que merece uma atenção maior do que a classificação de Monumento de Interesse Público.

Coordenadas GPS: N 38 44.077' W 009 08.097'  (38.73462, -9.13495)

Temas / Tags

Arroios, publicado em por