A Igreja Matriz, que tem como orago a Nossa Senhora dos Prazeres, teve em 1604 licença para celebrar a primeira missa. A primeira ampliação deu-se em 1638, sendo que o templo como Igreja foi inaugurado em 1741.

História

Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres

É precisamente no centro da Alcaria que se encontra a Igreja Matriz, que tem como seu orago a Nossa Senhora dos Prazeres.

Mesmo com as várias campanhas de obras sofridas no decorrer dos séculos, o templo mostra-se de dimensões reduzidas provindo, segundo testemunhas documentais, de uma capela privada.

É possível que a sua cronologia corresponda ao século XVI uma vez que, em 1604, este templo religioso teve licença para celebrar a primeira missa, tornando-se assim no templo das celebrações. Esta foi a razão pela qual, e com o aumento dos fiéis, houve a necessidade da pequena capela sofrer as necessárias remodelações e aumentos.

A primeira ampliação deu-se em 1638, sendo que o templo como Igreja foi inaugurado em 1741. A sacristia e a torre sineira são de 1854 e 1867 respetivamente. A colocação do púlpito é de 1890, seguindo-se do primeiro restauro em 1912 até que 1940 foi o ano em que tomou a atual forma.

Descrição

Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres
Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres

Desenvolvida longitudinalmente com a fachada orientada a poente, tem uma planta retangular formada por nave e capela-mor, com esta em volume mais pequeno do que o volume da nave.

A fachada tem a torre sineira à direita e a sacristia à esquerda. Em empena com frontão triangular tem dois rasgos em verga reta, com o portal principal antecedido por quatro degraus semi-circulares que dá acesso à nave, encimado por um janelão.

A sineira quadrangular é em pedra granítica. A entrada para a sacristia acompanha a fachada do templo.

Localização

Coordenadas GPS: N 39 34.390' W 008 47.383'  (39.57317, -8.78972)

Temas / Tags

Alcaria, publicado em por