Numa povoação como Pederneira que recua aos tempos anteriores ao ano 1514, devido ao foral atribuído por D. Manuel, a Igreja Matriz, também conhecida como Nossa Senhora das Areias, é um templo religioso construído no século XVI.

História

Igreja Matriz da Pederneira
Igreja Matriz da Pederneira
Igreja Matriz da Pederneira

Contudo é polémica com várias teorias sobre por quem e quando foi mandado construir o edifício.

A primeira teoria baseia-se na opinião do padre António Carvalho da Costa, em que o templo terá sido construído por gentes de Paredes, uma vila que no século XVI ficou soterrada, o que obrigou a população a deslocar-se para este local. Um fato apoiado pelos investigadores do século XVIII, que dão como certo tal aglomeração por aquelas gentes.

Uma segunda teoria surge através de José Almeida de Salazar, Ermitão da Real Capela de Nossa Senhora da Nazaré, em que a Matriz terá sido um palácio ou casa de recreio de Sua Majestade, o senhor Cardeal Rei, D. Henrique, quando foi Abade de Alcobaça, onde quase todos os anos vinha passar o verão.

Descrição

Desenvolvida longitudinalmente com a fachada orientada para poente, tem uma planta retangular formada por uma nave coberta por uma abóbada e capela-mor.

A fachada é delimitada por pilastras nos cunhais e a finalizar com um frontão triangular. O portal é em verga reta encimado por um entablamento e frontão triangular. Este rodeia-se de um arco de volta perfeita, que se ladeia de duas janelas retangulares. O arco é encimado por uma pequena janela e, ao centro do frontão, um relógio.

A norte do templo num plano mais recuado, está adossada a torre sineira.

No interior, na capela-mor está um altar de talha dourada do mesmo século do templo, com as suas telas aludindo a Santo António. As paredes da nave e do altar-mor são revestidas a azulejos padrão, verde, amarelo e azul, rematados também por azulejos de tapeçaria.

Localização

Coordenadas GPS: N 39 35.845' W 009 03.862'  (39.59742, -9.06437)
Nazaré, publicado em por