Situada a meio do percurso entre a vila e o Campo Militar de S. Jorge, esta ponte atravessa a ribeira de Calvaria unindo o traçado que inicialmente integrou a Estrada Real de D. Maria I.

Ponte da Boutaca
Casas do portageiro
Extremo norte
Ponte da Boutaca
Casas do portageiro
Extremo sul

Mais tarde este trajeto viria a ser substituído pela Estrada Nacional 1, que era a ligação mais importante entre Lisboa e Porto antes da construção da Autoestrada A1.

Conhecida por duas maneiras, a ponte Boutaca ou Boitaca, acabam ambas por ser uma derivação de Boytac. Este era o nome de um dos maiores mestres dos séculos XV e XVI, responsável pelas obras do Mosteiro de Santa Maria da Vitória, e que ali possuiu uma propriedade.

História

A ponte teve a sua construção na década de 60 do século XIX, concretamente em 1862, no decorrer do reinado de D. Luís. Sob um estilo neogótico, é considerada como um dos monumentos mais importantes da arquitetura revivalista manuelina, uma vez que tudo indica que a primeira construção foi compreendida entre os séculos XV e XVI, da autoria do mestre Boytac.

Uma particularidade que a torna interessante e exclusiva em Portugal, e porque era muito frequente no passado a cobrança da passagem, existem quatro casas de portageiro, duas em cada extremo da ponte.

Ponte da Boutaca
Ponte da Boutaca

Com o decorrer dos tempos e com o desvio para a Estrada Nacional 1, a ponte entrou numa fase de abandono. No entanto, muito recentemente entrou em obras de recuperação no âmbito de um acordo assinado entre a Câmara Municipal da Batalha e o I.P.A.R.(Instituto Português do Património Arquitetónico). Cada casa acabou por ter a sua função específica, na expetativa desta fazer parte do plano turístico entre o Mosteiro e o Campo de São Jorge.

Descrição

Ponte da Boutaca

A ponte é constituída por seis arcos quebrados, intercalados por contrafortes com vários esbarros, que sustentam o tabuleiro reto de sessenta metros de comprimento e sete de largura.

As guardas são em cantaria de pedra com grilhagem em quadrifólios, rematadas a espaços por pináculos no topo dos contrafortes. Os pavilhões que se encontram nos extremos da ponte tem uma planta retangular rematada por grilhagem de flôr-de-lis em cantaria com pináculos nos vértices.

Classificação

Está classificada como Imóvel de Interesse Publico, desde 1982.

Localização

Coordenadas GPS: N 39 39.505' W 008 49.845'  (39.65842, -8.83075)

Temas / Tags

Batalha, publicado em por